Você está em:

6 de abril, 4ª feira da 5ª semana da quaresma

Baixar áudio
- Hoje é dia 6 de abril, quarta-feira da quinta semana da quaresma

-Ainda é o tempo da quaresma. Conversão e fé na Palavra de Deus marcam os nossos passos. Caminhamos para as alegrias pascais que claramente transformam nossa vida a partir de dentro, lugar onde acolhemos e vivemos a verdade. Peça ao Senhor que te ilumine com a verdade, para que caminhes com discernimento e possas escolher o que agrada a Deus, com liberdade de filho.

-Escuta o Evangelho segundo João, capítulo 8, versículos 31 a 42:

Naquele tempo, Jesus disse aos judeus que nele tinham acreditado: “Se permanecerdes em minha palavra, sereis verdadeiramente meus discípulos, e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”. Responderam eles: “Somos descendentes de Abraão, e nunca fomos escravos de ninguém. Como podes dizer: ‘Vós vos tornareis livres?’” Jesus respondeu: “Em verdade, em verdade vos digo, todo aquele que comete pecado é escravo do pecado. O escravo não permanece para sempre numa família, mas o filho permanece nela para sempre. Se, pois, o Filho vos libertar, sereis verdadeiramente livres. Bem sei que sois descendentes de Abraão; no entanto, procurais matar-me, porque a minha palavra não é acolhida por vós. Eu falo o que vi junto do Pai; e vós fazeis o que ouvistes do vosso pai”. Eles responderam então: “O nosso pai é Abraão”. Disse-lhes Jesus: “Se sois filhos de Abraão, praticai as obras de Abraão! Mas agora, vós procurais matar-me, a mim, que vos falei a verdade que ouvi de Deus. Isto, Abraão não o fez. Vós fazeis as obras do vosso pai”. Disseram-lhe, então: “Nós não nascemos do adultério, temos um só pai: Deus”. Respondeu-lhes Jesus: “Se Deus fosse vosso Pai, vós certamente me amaríeis, porque de Deus é que saí, e vim. Não vim por mim mesmo, mas foi ele que me enviou”.

-O presente é um grande dom porque nos faz acolher no instante da vida, a graça de Deus. Permanecer nele é condição para sermos verdadeiramente livres. Neste tempo favorável da graça do Senhor, ainda podemos compreender nosso lugar no mundo, sempre mudando para permanecermos fieis. Converse com Deus sobre tua disposição em mudar sempre que necessário para cuidar da verdade que há em ti.

- És verdadeiramente livre? O que te torna escravo? Reconheces Deus como Pai? Ou te apoias em falsas seguranças que não deixam reconheceres que és filho?

- “Se permanecerdes na minha palavra, sereis verdadeiramente meus discípulos, e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”. Interroga-te sobre a verdade que está em ti. Verifica tua disposição em acolher a Palavra de Jesus. Abraça tua dignidade de filho. Sê um discípulo fiel. Experimente esta verdade proclamada por Santo Agostinho:

O justo no Senhor se alegrará
e nele irá depositar sua esperança!
Mas, como poderíamos nos alegrar no Senhor,
se ele fica tão longe de nós?
Longe? Não! Ele não está tão longe,
a não ser que tu mesmo o obrigues
a afastar-se de ti.
Ama, e o perceberás bem perto!
Ama, e ele virá morar em ti!
Sabes por que estará contigo se o amares?
Porque ele é amor!

-Termina tua oração agradecendo ao Senhor o dom da Palavra dele em ti. Compreenda que a verdade de Deus é seu amor oferecido, derramado. Serás sempre mais livre na medida em que mais amares. Deseja ser amor verdadeiro e verdadeiras serão todas as tuas relações.

- Glória ao Pai, e ao Filho e ao Espírito Santo; como era no princípio, agora e sempre, Amém!