Você está em:

Jovens se encontram com Papa Francisco e assinam pacto para uma “Economia do Evangelho”

O dia amanheceu radiante para mais de mil jovens de todo o mundo, que em Assis, na Itália, reúnem-se para pensar novos caminhos para a Casa Comum, para colocar em prática a economia de Francisco e Clara.  Neste sábado, os jovens foram inspirados pelo tão esperado encontro com o Santo Padre.  Da terra de São Francisco, o pobrezinho de Assis, o Papa refletiu sobre a insustentabilidade do atual sistema econômico e enviou aos jovens a mensagem de que é possível transformar uma economia que mata numa economia da vida, assinando com eles um pacto para a construção de uma Economia do Evangelho. “O Santo Padre nos falou sobre a necessidade de uma economia de vida, promovida por meio de princípios éticos universais. E nos disse: ‘Eu conto com vocês!'”, relata o seminarista da Arquidiocese de Belo Horizonte, Douglas Felipe que, junto com outros cinco jovens da Arquidiocese, participa do encontro global. “Durante o Encontro o Papa Francisco nos reafirmou a necessidade de uma conversão ecológica, e nos disse para não deixarmos de cobrar essas mudanças”,  lembra Douglas.

O Encontro Internacional em Assis foi um evento desejado pelo Pontífice para refundar a economia com um capital de valor inestimável: o da fraternidade. O Brasil participa sendo representado por cerca de 100 jovens. Douglas Felipe acredita que  o Encontro foi um importante passo  para concretizar o sonho do Papa Francisco: “Chegar à conclusão do evento é ao mesmo tempo um lançar sementes para o futuro, esperançando dias melhores, de paz e bem, mas também de rememorar cada palestra, experiência, conversa, tendo assim bagagem real e qualitativa para se construir uma nova economia”, afirmou.

Pacto pela Economia do Evangelho

O Encontro em Assis foi marcado por profundas reflexões, pela alegria, música, testemunhos e emoção dos jovens economistas. O Papa  Francisco assinou com os presentes o Pacto no qual a juventude se compromete a se dedicar integralmente para que a economia de hoje e de amanhã se torne uma Economia do Evangelho: “de paz e não de guerra.”

Economia de Francisco e Clara

A Economia de Francisco e Clara, um movimento internacional de jovens economistas, engajados num processo de diálogo inclusivo, nasceu após a carta do Pontífice, dirigida em 2019 a jovens  empreendedores e empresárias de todo o mundo. Esse apelo tornou-se um processo para repensar a economia. Os dois primeiros encontros foram realizados on-line devido à pandemia da COVID-19. O Encontro em Assis foi o primeiro no modelo presencial.

Clique aqui e acompanhe mais informações sobre o Encontro global.

Jovens da Arquidiocese de BH

Da Arquidiocese de Belo Horizonte para a Economia de Francisco e Clara estão em Assis: Douglas Felipe, seminarista da Arquidiocese de BH e estudante do Curso de Filosofia da PUC Minas; José Maurício, integrante em pastorais da Arquidiocese de BH, e é aluno do Curso de Serviço Social da PUC Minas, Thiago Flores, que é doutorando do Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais da PUC Minas;  Márcio Bernardo, coordenador do projeto Presença Solidária da Providens/Veaspam e a professora do Curso de Economia da PUC Minas e presidente do Conselho Regional de Economia de Minas Gerais, Tânia Teixeira.