Você está em:

Saudações a dom Francisco Cota nomeado bispo da Diocese de Sete Lagoas

O arcebispo dom Walmor, os bispos auxiliares dom Joaquim Mol, dom  dom Geovane Luís e dom Vicente Ferreira, e todo o clero da Arquidiocese de Belo Horizonte cumprimentam dom Francisco Cota, nomeado pelo Papa Francisco, bispo da Diocese de Sete Lagoas (MG), na manhã de quarta-feira, dia 10 de junho. A Diocese de Sete Lagoas pertence à Província Eclesiática da Arquidiocese de Belo Horizonte.

Dom Francisco Cota, que atualmente é bispo auxiliar na Arquidiocese de Curitiba (PR), sucede a dom Aloísio Penna Vitral, o quinto bispo da Diocese de Sete Lagoas.

Natural de Onça do Pitangui (MG), cursou Filosofia na Pontifícia Universidade Católica de Belo Horizonte (1992-1994) e Teologia no Instituto Dom João Rezende Costa (1995-1998).

Enquanto cursava Teologia, foi professor de Filosofia e Sociologia na escola estadual de Azurita, munícipio de Mateus Leme (MG). Também fez estágio pastoral na paróquia São Joaquim, em São Joaquim de Bicas (MG); na Pastoral Vocacional Diocesana; na Comunidade São José de Serra Azul, Município de Mateus Leme; e na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Itaúna (MG).

Foi ordenado sacerdote no dia 1º de agosto de 1999, pela imposição das mãos de dom José Belvino do Nascimento, bispo emérito de Divinópolis (MG). Nos 18 anos de sacerdócio, dom Francisco trabalhou em três paróquias da diocese de Divinópolis.

Além dos trabalhos paroquiais, o Bispo sempre colaborou com as muitas atividades em favor da diocese, pastorais e movimentos. Foi coordenador diocesano da Pastoral da Juventude. Lecionou Iniciação doutrinária (Catecismo da Igreja Católica) no Seminário Propedêutico da Diocese. Lecionou Iniciação à Lógica, no Curso de Filosofia da Diocese. É Promotor na Causa pela Beatificação do Servo de Deus Padre Libério. Foi assessor diocesano do Movimento de Cursilhos de Cristandade e diretor espiritual diocesano do ECC 3ª Etapa. Por três mandatos foi vigário forâneo e  também membro do Conselho Econômico Diocesano como ecônomo adjunto.

No dia 7 de junho de 2017 foi nomeado bispo titular de Fiorentino e auxiliar de Curitiba. Sua ordenação episcopal ocorreu no dia 26 de agosto daquele mesmo ano. Dom Francisco é membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Sociotransformadora da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e assume o lema episcopal: “Veni ut serviam”, Vim para Servir.