Você está em:

Rede de Articulação da Solidariedade: mutirão promove adaptações na casa de pessoa com necessidades especiais

A dona de casa Maria Iná Guimarães Miranda, que necessita de cadeira de rodas para se locomover, teve a sua vida transformada pela força da solidariedade. Sua casa foi reformada e adaptada graças à Reartisol – Rede de Articulação da Solidariedade – coordenada pelo Vicariato Episcopal para Ação Social Política e Ambiental da Arquidiocese de Belo Horizonte. O Vicariato, com a sua força de articulação, promove a aproximação de pessoas, comunidades paroquiais e instituições, tecendo uma rede solidária, com o objetivo de amparar quem precisa de ajuda. Graças a essa rede, foi possível adaptar a casa, considerando as limitações de Maria Iná.

A história de sofrimento de Maria Iná, que perdeu o movimento das pernas na infância – ela sofreu paralisia infantil, foi partilhada com o arcebispo dom Walmor Oliveira de Azevedo por meio de uma carta. Coube a uma amiga de Maria Iná, a aposentada Almerita Cândida de Souza, redigi-la e entregá-la ao Arcebispo, quando dom Walmor visitou a sua comunidade paroquial. “Lembro-me do olhar generoso e caridoso dele. Depois de três dias, dom Walmor ligou comunicando que era para providenciarmos a moradia para Iná. Eu chorei de emoção”, afirma.

O vigário episcopal para Ação Social Política e Ambiental, padre Júlio César Gonçalves Amaral, explicou que a mobilização foi feita por meio da Rede de Articulação da Solidariedade (Rearitsol) do Vicariato. “Esta é uma ação da Arquidiocese de Belo Horizonte responsável por mobilizar as forças vivas da Igreja – pessoas e comunidades – para ajudar quem precisa”, disse.

Com a casa adaptada, Maria Iná Guimarães Miranda conquistou mais autonomia. Um sonho realizado com a ajuda da Arquidiocese de Belo Horizonte. Dentre as adaptação, a pia da cozinha agora está em altura adequada a uma pessoa usuária de cadeira de rodas. Os degraus da casa deram espaço para rampas, facilitando o trânsito com a cadeira de rodas.

Durante a entrega da casa reformada, o bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte dom Júlio César conduziu momento de oração com a bênção do lar. “Foi um gesto muito bonito da comunidade, que se mobilizou para oferecer ajuda necessária. Isso é uma expressão da vitalidade da Igreja”, ressaltou o Bispo.

Além da casa, Iná recebeu uma imagem da Sagrada Família – presente para manter a alegria de uma nova vida. “Agora eu me tornei mais independente. Eu faço tudo que eu fazia, mas com mais qualidade”, afirmou.

Assista à reportagem da TV Horizonte: