Você está em:

Pontifícias Obras Missionárias apresentam a última edição do ano do Serviço de Informação Missionária (SIM)

Neste mês de dezembro, as Pontifícias Obras Missionárias apresentam a última edição do ano do Serviço de Informação Missionária (SIM), a revista que apresenta reflexões, novidades e testemunhos sobre a missão da Igreja no Brasil e no mundo. A terceira edição deste ano traz, como destaque, o Programa Missionário Nacional, aprovado pelos bispos do Brasil em 2019.

Diante da pluralidade de iniciativas missionárias no Brasil, que, com maior ou menor organização metodológica, tem lançado raízes em muitos lugares, também há um anseio pela atuação missionária que tenha fios condutores comuns, visando fortalecer a comunhão missionária. Aí que ganha destaque o Programa Missionário Nacional, como “importante articulador da vida missionária da Igreja no Brasil”. As atuais Diretrizes Gerais para a Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil acolhem a missão como eixo fundamental, a qual deve perpassar toda a ação eclesial e ser seu horizonte.

O Programa Missionário Nacional visa ser uma ponte de integração, com o objetivo de contribuir para que a missão seja, de fato, parte integrante da vida do cristão católico e dos organismos eclesiais. A missão não pode ser concebida como algo restrito, limitado a algumas pessoas ou grupos “especializados”, ainda que sejam muito capacitados e experientes e cultivem carismas específicos. O Programa Missionário Nacional é uma pequena semente que aponta para a comunhão, e esta seja plena, integrada, partilhada e compartilhada.

Na revista, o assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e a Cooperação Intereclesial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) padre Daniel Rochetti escreve artigo no qual descreve três dimensões de missão concebidas pela Igreja: a paradigmática, a programática e a existencial.

Sobre a dimensão programática, padre Daniel explicou que esta “visualiza, concretiza e encarna a missão na realidade da Igreja”, por meio de ações organizadas. Assim, o padre reforça a ideia de que o Programa Missionário Nacional “deseja colaborar para que a missão seja o eixo norteador das prioridades definidas no programa e demais atividades da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil”.

Recordando os sonhos apresentados pelo Papa Francisco na exortação apostólica pós-sinodal Querida Amazônia, o diretor das POM, padre Maurício Silva Jardim, afirma que o sonho eclesial de uma Igreja missionária e sinodal “se concretiza nas pequenas comunidades eclesiais missionárias, na itinerância missionária, nos projetos missionários ad gentes e Igreja irmãs, nos diferentes conselhos pastorais e missionários e nas prioridade do Programa Missionário Nacional”.

Confira a edição da revista SIM.

Programa Missionário Nacional