Você está em:

Pastoral de Rua beneficia famílias com aluguel solidário

A segunda fase do programa “Meio Ambiente Acolhe”, parceria entre a Pastoral do Povo da Rua da Arquidiocese de Belo Horizonte e o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa do Meio Ambiente (CAOMA), beneficiará 100 famílias em situação de rua de Belo Horizonte com aluguéis solidários.

Na etapa atual do projeto Meio Ambiente Acolhe serão investidos R$ 5,4 milhões em recursos de medidas compensatórias ambientais obtidas pelo MPMG que serão destinados a aluguéis solidários para famílias vulneráveis. A expectativa é que as primeiras moradias sejam entregues entre o final de 2022 e o início de 2023.

A assessora da Pastoral Nacional do Povo da Rua, Cristina Bove Roletti, explica que o programa beneficiará prioritariamente as famílias mais vulneráveis. “A população idosa, pessoas com deficiência, assim como pessoas que estão nas ruas há pouco tempo, devido à pandemia, serão os primeiros acolhidos, conta.

 

 



Novidades do Instagram
Últimos Posts
Siga-nos no Instagram
Ícone Arquidiocese de BH