Você está em:

Papa Francisco dá novo impulso à caminhada pós-sinodal na Amazônia

A instituição da prelazia de Alto Xingu-Tucumã, com a posse do novo bispo, dom Jesús María Mauleón, no domingo, dia 9 de fevereiro, marca  uma série de iniciativas do Papa Francisco, com o intuito de impulsionar, ainda mias, a caminhada pós-sinodal na Amazônia.

Importantes mudanças foram realizadas pelo Papa, a começar pela posse de dom Leonardo Steiner como novo arcebispo de Manaus. A cerimônia, realizada na Catedral Nossa Senhora da Conceição, no dia 31 de janeiro, contou com a presença do arcebispo de Belo Horizonte e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Walmor Oliveira de Azevedo, junto com o primeiro e o segundo vice-presidentes, dom Jaime Spengler e dom Mário Antônio da Silva, além de bispos de outras prelazias, arquidioceses e dioceses.

No sábado, 1º de fevereiro, foi instituída a diocese do Xingu-Altamira, com a posse do bispo diocesano, dom João Muniz Alves, que recebeu o báculo do núncio apostólico no Brasil, dom Giovanni D’Aniello.

E a Diocese de Santarém (PA) foi elevada a Arquidiocese, no último domingo, dia 2 de fevereiro. Após a instalação da Província Eclesiástica, foi empossado o primeiro arcebispo, dom Irineu Roman. Dom Giovanni D’Aniello presidiu a  Eucaristia. A celebração teve a presença do bispo de Roraima (RR) e segundo vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Mário Antônio da Silva, e de outros bispos das regiões Norte e Nordeste.