Você está em:

Padre Mauro anuncia publicação do catálogo “A Igreja das Santas Pretas”

Foto: Valdir Santos

O afresco “A Igreja das Santas Pretas”, obra dos artistas Cleiton Gos e Marcial Ávila, será tema do segundo catálogo produzido pelo Museu dos Quilombos e Favelas Urbanos (Muquifu), que terá o patrocínio do BDMG Cultural, a partir da aprovação da instituição em mais um edital de incentivo à Cultura. A primeira experiência de produção e publicação nessa modalidade foi a do catálogo “Habemus Muquifu”.

O padre Mauro Luiz da Silva, curador do Muquifu, é o criador do projeto iconográfico do afresco “A Igreja das Santas Pretas”, inaugurado no dia 18 de maio de 2018, na Capela Maria Estrela da Manhã – uma das comunidades da Paróquia Nossa Senhora do Morro, com sede na Rua Santo Antônio do Monte, 708, Vila Estrela / Bairro Santo Antônio.

“O afresco foi realizado com o intuito de reconhecer a importância das populações negras na história da cidade desde a época do extinto Curral Del Rey. Nestes 100 anos da Arquidiocese de Belo Horizonte, a Igreja das Santas Pretas pode ser considerada uma referência para a cidade mas seu significado vai muito além. A pintura apresenta as sete Dores e as sete Alegrias de Maria por meio de um paralelo com as dores e alegrias vividas por um pequeno grupo de mulheres negras e faveladas da Vila Estrela, que nunca perdeu a esperança de transformar um antigo barracão em uma Igreja de Verdade.” – explica o padre Mauro Silva.

O lançamento do catálogo “A Igreja das Santas Pretas” está previsto para setembro de 2022.