Você está em:

“O trabalho constrói e preserva a paz” , diz dom Nivaldo nesse 1º de Maio

Após dois anos sem a presença de fiéis, devido à pandemia da COVID- 19, a Missa do Trabalhador foi celebrada, com grande alegria, nesse domingo, 1º de Maio, na Paróquia São José Operário, em Contagem, marcando o retorno das celebrações presenciais no Dia do Trabalhador. A Santa Missa foi presidida por dom Nivaldo e concelebrada pelos padres da Região Episcopal Nossa Senhora Aparecida (Rensa), emocionando os fiéis que renovaram a esperança em um mundo melhor e mais fraterno. “O trabalho constrói e preserva a paz”, lembrou dom Nivaldo em sua homilia.

Este ano a Celebração  teve como tema “O trabalho que humaniza e a Igreja Sinodal: caminhar juntos na comunhão, participação e missão.” Dom Nivaldo lembrou a importância de haver a ampliação urgente das oportunidades de trabalho digno para todos, assim como  investimentos na educação integral, caminho para a construção de um mundo melhor. Os desempregados, que somam mais de 11 milhões no Brasil, receberam oração especial neste 1º de Maio.  “Levantamos a voz por aqueles que perderam o trabalho e por aqueles que não  possuem  salário digno, por justiça social e políticas públicas adequadas.”

Nas celebrações do domingo, milhares de fiéis, como o encarregado de logística, Alexandro Borges, 30 anos, levaram a São José Operário o agradecimento pelo trabalho de todos os dias. Há 12 anos, Alexandro havia completado 18 anos e estava desempregado. Na tradicional Missa realizada na Praça da Cemig, ele rogou pela intercessão de São José Operário, santo de sua devoção. “No mês seguinte consegui o trabalho, no qual me encontro até hoje. Desde então, graças a Deus, estou me desenvolvendo na mesma empresa. Todos os anos, venho agradecer pelo meu trabalho.”