Você está em:

Nota de falecimento: padre Virgílio Leite Uchôa

O arcebispo dom Walmor, os bispos auxiliares e todo o Povo de Deus da Arquidiocese de Belo Horizonte se solidarizam com familiares e amigos do padre Virgílio Leite Uchôa, sacerdote formado no clero da Arquidiocese de Belo Horizonte e que, há muitos anos, servia a Igreja em Brasília. Padre Virgílio, que faleceu aos 84 anos, construiu bonita trajetória na Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), onde foi assessor com enfoque na área econômica, de 1968 a 2000.

Dentre outras importantes realizações, o presbítero contribuiu com a Equipe de Análise de Conjuntura da CNBB, efetivando iniciativas que promoveram mais participação popular na Constituinte de 1986. Foi um dos fundadores da Comissão Brasileira de Justiça e Paz da CNBB e da Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de Brasília. Atuou, por muitos anos, como secretário-executivo do Movimento de Educação de Base (MEB). Também muito se dedicou às pastorais sociais e aos organismos vinculados à Conferência Episcopal. Já com a saúde fragilizada, padre Virgílio Leite Uchôa acolheu nova missão: o ministério de pároco da Paróquia Nossa Senhora Mãe dos Migrantes, do Lago Oeste, em Sobradinho-Distrito Federal, onde fixou sua residência. Neste 10 de novembro, o sacerdote encontrou o descanso eterno.

Ao lamentar o falecimento do presbítero, o arcebispo dom Walmor, presidente da CNBB, diz que “padre Virgílio Uchôa foi exemplar no serviço à Igreja – Povo de Deus, testemunhando com a sua vida o Evangelho de Jesus. Em oração, pedimos ao Pai misericordioso que o acolha, consolando também os corações enlutados com a sua partida”.