Você está em:

Nossa Senhora da Piedade é solenemente proclamada a Padroeira da Arquidiocese de BH

Foto: Bruno Timóteo

A Catedral Cristo Rei acolheu expressivo número de fiéis, padres, consagrados e autoridades, para o histórico dia em que Nossa Senhora da Piedade foi proclamada Padroeira da Arquidiocese de Belo Horizonte, durante Missa celebrada, neste dia 15 de setembro, pelo arcebispo dom Walmor Oliveira de Azevedo. Na abertura da celebração, o bispo auxiliar dom Geovane Luís da Silva leu o decreto da Santa Sé, com o reconhecimento de que Maria, venerada a partir do título de Nossa Senhora da Piedade, é a Padroeira da Arquidiocese de Belo Horizonte.

Dom Walmor, durante a homilia, sublinhou a importância da proclamação: “Hoje se desenha uma bela estampa para a história centenária da nossa amada Arquidiocese de Belo Horizonte”, disse, acrescentando que a celebração inscreve, definitivamente, a Arquidiocese na “escola de Maria, Mãe da Piedade”. Citando o Evangelho de São João, narrativa de uma das sete cenas da Paixão de Cristo, dom Walmor se recordou do que disse Jesus a seu discípulo. Referindo-se a Maria, Jesus disse a João: eis a tua mãe. O gesto de Jesus, conforme explicou dom Walmor, é para que cada pessoa reconheça a própria filiação a Maria, inscrevendo-se na escola da Mãe de Jesus. “Contemplar a imagem de Nossa Senhora da Piedade é oportunidade para comover-se diante da dor humana, do sofrimento do outro, e se compadecer, contribuindo para compor um discurso que constrói a sociedade, alcançando a coragem da partilha. É avançar para além das ideias bonitas, colocadas nas páginas dos livros, e, assim, viver uma experiência transformadora.”

Viver a devoção a Nossa Senhora da Piedade, Padroeira da Arquidiocese, é matricular-se em uma “escola muito atual”, nas palavras do Arcebispo. “Ensina a missão da misericórdia e da compaixão. O mundo sem compaixão é desgovernado, marcado pelo vazio de uma existência que não encontra o seu sentido”.

A proclamação de Nossa Senhora da Piedade a Padroeira da Arquidiocese de Belo Horizonte foi concluída com homenagem a dom Walmor, que celebrou, neste mês de setembro, 45 anos de sacerdócio. Duas crianças presentearam o Arcebispo com flores, que foram delicadamente colocadas diante da imagem de Nossa Senhora da Piedade, no presbitério da Catedral Cristo Rei. Antes da bênção final, os fiéis renovaram a consagração à Mãe Piedade, Padroeira de Minas Gerais, agora também da Arquidiocese de Belo Horizonte.

Fotos: Juarez Rodrigues