Você está em:

Meninos cantores de Belo Horizonte – em turnê internacional do Coral Puer Singers

Criado pelo maestro Paulo Ricardo Castro Costa, em 2010, o Coral Puer Singers – Meninos Cantores de Belo Horizonte, cresceu com dedicação, esforço e a vontade de levar mensagens de paz, amor e esperança por meio da música. Único coral arquidiocesano de meninos cantores entre todas as capitais brasileiras, o  Puer Singers foi apoiado desde a sua criação pela Paróquia da Arquidiocese de Belo Horizonte, Santa Tereza e Santa Terezinha, no bairro de Santa Teresa, crescendo com apresentações em concertos nacionais, em Minas e em outros estados brasileiros, como Rio de Janeiro e São Paulo. Agora, os Meninos Cantores de Belo Horizonte preparam-se para cruzar o oceano e voar mais longe: sua primeira turnê internacional, na Itália, acontece neste mês tão especial, em que celebramos o Advento e o nascimento de Jesus, um mágico presente de Natal.

As apresentações entre os dias, 8 e 31 de dezembro, serão para o público das cidades de Gravina, Altamura, Matera e Bari, no Sul da Itália. No dia 23, o Coral segue para a Roma, onde se apresenta até o dia 31 de dezembro, passando o Natal no Vaticano. De presente para os italianos e turistas de todo o mundo, os Meninos Cantores de Belo Horizonte, além da música medieval, oferecem a beleza do repertório brasileiro, com seu chorinho natalino e clássicos de Milton Nascimento, Fernando Brant, Luiz Gonzaga e Dorival Caymmi, para citar alguns.

Do medieval ao contemporâneo

O Coral Puer Singers sempre teve como foco especial a “música antiga” em elencos autênticos, “mas  sem deixar de lado um repertório eclético que vai do período medieval ao contemporâneo, valorizando sempre a música brasileira e Sul-Americana”, explica o maestro Paulo Ricardo. Neste ano, o Coral, com cantores a partir de 4 anos de idade, foi submetido a rigoroso e importante teste, onde apresentou uma Missa completa, e repertórios de música brasileira e sacra a uma banca especializada. Aprovado, os Meninos Cantores de Belo Horizonte foram filiados à Federação Nacional dos Meninos Cantores do Brasil, e por meio dela, à Federação Internacional Pueri Cantores, com sede em Roma, única ligada à Santa Sé,

No princípio, em 2010, o Puer Singers era unido pela alegria de cantar junto em toda Arquidiocese de Belo Horizonte. Mas à medida que o tempo passou, os talentos e as vocações, dom de Deus, consolidando-se, mostrando-se crescentes. “Conectado à alegria da música, cresceu em nós o pensamento de expandir, cultivar e levar para o mundo, de forma profissional, as raízes do canto coral”, lembra o maestro e fundador do coro.

Crianças e adolescentes

Cerca de 60 crianças e adolescentes compõem o Coral Puer Singers em três níveis de treinamentos. Os jovens cantores são preparados pelo diretor e maestro Paulo Ricardo, tendo como regente auxiliar o maestro Paulo Antônio de Oliveira Lois Mendes e como preparadora vocal a professora Sara Tiemi Sagawa. Desde o início, o treinamento de vozes solo foi especificamente promovido. Para alguns, esse foi, inclusive, o início para uma bonita e promissora carreira profissional de canto erudito ou carreira artística.

A voz dos anjos

Uma tradição europeia bem estabelecida de coros de meninos cantando durante a liturgia começou a reviver e tomar formas institucionais no início do século 20, impulsionada pelo pedido do Papa Pio X, para que as vozes das crianças estivessem presentes durante a liturgia. No período entre guerras, os coros se apresentaram em vários países do mundo, propagando a ideia de paz. A Segunda Guerra Mundial interrompeu a atividade, mas não destruiu a ideia em si. Em 1944, o Arcebispo de Paris, Cardeal Emmanuel Suhard, aprovou a fundação de uma organização internacional de Pueri Cantores como “elemento de beleza musical na Igreja, como obra de educação cristã e atividade apostólica ao serviço da liturgia”, reascendendo a esperança. Assim foi fundada a Federação Internacional dos Pueri Cantores, sendo a estreia marcada por um primeiro e emocionante concerto dos 300 Pequenos Cantores, em Paris.

Atualmente a Federação dos Pueri Cantores é composta por cerca de mil coros – infantis, masculinos, femininos e juvenis mistos, um movimento da Igreja, subordinado à Santa Sé. Sua principal tarefa é o canto litúrgico e os valores cristãos que formam a base da vida e da conduta dos membros. A Federação está presente ativamente em 43 países, em todos os continentes, incluindo ao todo cerca de 40 mil jovens e crianças.