Você está em:

Jubileu Centenário da Arquidiocese de BH: dom Vicente participa de live organizada pelo Secretariado Arquidiocesano da Vida Consagrada

Dom Vicente Ferreira, Bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, e  o padre Joel Maria dos Santos, Vigário para a Ação Pastoral, participaram de “live” realizada pelo Secretariado Arquidiocesano da Vida Consagrada (SAVIC), com o tema “Vida Consagrada: memória, presença e futuro”. O evento online integra as celebrações do Jubileu Centenário da Arquidiocese de BH.

Um momento especial na transmissão foi a apresentação do primeiro tomo do 5º volume da história da Arquidiocese de BH,  sobre a presença da Vida Religiosa Consagrada nestes 100 anos da Arquidiocese, pelo Frei Luiz Antônio Pinheiro, OSA. Prior Provincial da Província Agostiniana Nossa Senhora da Consolação do Brasi,  Frei Luiz é um dos autores das publicações sobre história da Arquidiocese.

Representando o Secretariado Arquidiocesano da Vida Consagrada (SAVC), a Irmã Maria Letícia, FMVD, fez a abertura da “live” que foi conduzida pela Irmã Solange Damião, coordenadora da Conferência dos Religiosos do Brasil em Minas (CRB Minas).

O primeiro volume da série que apresenta a história da Arquidiocese de BH, foi publicado em 2013. Além do Frei Luiz Antônio, vários autores contribuíram, entre eles, o historiador Caio César Boschio, o padre João Batista Libânio, Roberlei Panasiewicz, Mauro Passos, Flávio Augusto Senra Ribeiro, Pedro Ribeiro de Oliveira, Carlos Frederico Barboza de Souza e Paulo Agostinho Nogueira Baptista.

De acordo com o Padre Joel, os cinco volumes já publicados somam mais de 2 mil páginas escritas marcando a força, a presença e a missão evangelizadora da Arquidiocese.

Frei Luiz Antônio conta que o Arcebispo Dom Walmor propôs uma coletânea de 10 volumes para revisitar a história da Arquidiocese em um projeto arrojado que resgatasse vários aspectos desses 100 anos. O projeto é presidido por Dom Joaquim Mol junto com o professor Caio César Boschio e o Frei Luiz Antônio. “Uma história escrita em mutirão, com a colaboração de muitos colaboradores e colaboradoras. Com um caráter científico, documental, mas também acessível ao grande público”, disse.

O volume atual, de número 5, foi dividido em dois tomos. O primeiro, já publicado, traz uma visão geral da história da Vida Consagrada, as primeiras manifestações no território de Minas Gerais antes da criação da Arquidiocese – na época da Arquidiocese de Mariana – , as primeiras congregações fundadas na Arquidiocese de BH, como a Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, e as Irmãs Concepcionistas, que vivem no Mosteiro de Macaúbas; e fala sobre 50 congregações masculinas. Para o tomo 2, ficaram as congregações femininas, que são mais de 100 entre as que estiveram presentes desde o início e as atuais.

Cada volume apresenta um tema: A Arquidiocese e a contemporaneidade; A Arquidiocese e o Laicato; A Arquidiocese e suas instituições vinculadas; A Arquidiocese e a Vida Consagrada; A Arquidiocese e a Evangelização; A Arquidiocese e sua presença pública na política e no mundo social; A Arquidiocese e sua presença pública no campo da educação e da cultura; A Arquidiocese e seu Clero; A Arquidiocese e suas paróquias e regiões episcopais; e o último volume, um álbum de fotografias.

Os livros podem ser adquiridos na Reitoria da PUC Minas. Contato (31) 3319-4200 (Tamara)