Você está em:

Dom Walmor: 44 anos de dedicação ao povo de Deus no ministério sacerdotal

O arcebispo metropolitano de Belo Horizonte e presidente da Conferência Nacional do Bispos do Brasil (CNBB), dom Walmor Oliveira de Azevedo, celebra, nesta quinta-feira, dia 9 de setembro, 44 anos de ordenação sacerdotal. O Arcebispo, que nasceu em Côcos (BA), entrou para o Seminário Diocesano São José, em Caetité (BA), em 1966. Cursou Filosofia no Seminário Arquidiocesano Santo Antônio (1972-1973), em Juiz de Fora (MG), e na Faculdade Dom Bosco de Filosofia, Ciências e Letras (1974-1975), em São João Del-Rei (MG). De 1974 a 1977, cursou Teologia no Seminário Arquidiocesano Santo Antônio, em Juiz de Fora. Em 1977, após ser ordenado sacerdote, incardinou-se na Arquidiocese de Juiz de Fora. Como presbítero, dom Walmor concluiu seu mestrado pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma, e doutorado, pela Pontifícia Universidade Gregoriana, também em Roma. Em Juiz de Fora, exerceu diversas atividades até a sua ordenação episcopal. Dentre os muitos serviços, foi reitor do Seminário Arquidiocesano Santo Antônio, pároco, coordenador da Pastoral Vocacional e coordenador da Região Pastoral Nossa Senhora de Lourdes. No campo acadêmico, lecionou nas disciplinas Ciências Bíblicas, Teologia e Lógica II; coordenou os cursos de Filosofia e Teologia. Em Belo Horizonte, foi professor da PUC Minas (1986-1990). Também lecionou no mestrado em Teologia da PUC-Rio (1992, 1994 e 1995).

Em 1998, foi nomeado bispo auxiliar de Salvador, pelo Papa São João Paulo II. Seis anos depois, retornou a Minas Gerais – São João Paulo II, em 2004, nomeou dom Walmor arcebispo de Belo Horizonte. Atualmente, dom Walmor se dedica ao Povo de Deus na Arquidiocese de Belo Horizonte e também aos trabalhos na presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Dom Walmor foi eleito presidente da CNBB em 2019.