Você está em:

Governador do Estado celebra 300 anos de Minas no Santuário da Piedade

O Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade – Padroeira de Minas Gerais recebeu o governador Romeu Zema neste 3 de dezembro, para Missa dedicada ao tricentenário do Estado. A celebração, presidida pelo arcebispo metropolitano de Belo Horizonte e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Walmor Oliveira de Azevedo, reuniu ainda o vice-governador, Paulo Brant, os prefeitos de Caeté, Lucas Coelho, e de Sabará, Wander Borges, entre outras autoridades.

Dom Walmor Oliveira de Azevedo, em sua homilia, destacou as riquezas, as belezas, a história e a fé cristã que são características de Minas Gerais. “Características que fazem de Minas uma nação”, disse dom Walmor. O Arcebispo lembrou que a história tricentenária de Minas Gerais é alicerce para construir um tempo novo. “Com tudo o que Minas tem é possível vencer as muitas desigualdades sociais”, refletiu.

O governador Romeu Zema, que antes da Missa admirou o horizonte de montanhas e cidades – a vista do alto da Serra da Piedade – explicou que o governo Mineiro é servidor e agradeceu o trabalho de sua equipe. Romeu Zema pediu para que Deus ilumine Minas Gerais. “É um governo de missionários e não de mercenários”.

O vice-governador Paulo Brant reafirmou que Minas tem características de uma nação e disse que o governo trabalha para que todos tenham cada vez mais liberdade, enfrentando situações de injustiça.

Na conclusão das celebrações pelos 300 anos de Minas Gerais, o governador e as autoridades rezaram a consagração a Nossa Senhora da Piedade – Padroeira de Minas Gerais, voltados para a imagem da Padroeira, do século 18, obra de Aleijadinho.