Você está em:

Ficha Limpa vence na Câmara e segue para o Senado – Minas Gerais ocupa o 1º lugar na coleta de assinaturas

O Estado de Minas Gerais foi o que teve maior participação em número de assinaturas para o projeto Ficha Limpa. Foram 317.386 assinaturas (resultado parcial/dez 2009). Belo Horizonte arrecadou 134.300.

Na quarta-feira, dia 12, o projeto da Ficha Limpa seguiu para o Senado Federal, depois dos destaques votados terem sido rejeitados no plenário da Câmara dos Deputados na noite de terça-feira, dia 11. Em reunião com as lideranças partidárias, ficou acordado que os deputados rejeitariam os destaques, permitindo que o texto seguisse para o Senado sem alterações. O projeto foi entregue simbolicamente ao presidente do Senado Federal.

Na avaliação da diretora da secretaria executiva do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), Jovita José Rosa, a votação do dia 11 foi uma clara expressão da vitória da sociedade. “Simboliza que os 4 milhões de apoiadores venceram e que os deputados não tinham mais como resistir”, disse. Rosa também afirmou que o projeto segue fortalecido para o Senado, onde o MCCE espera haver uma tramitação mais rápida.

O movimento comemorou o fim da votação na Câmara dos Deputados, acreditando que o Senado esteve atento à votação. A rede continuará articulada com os parlamentares e reafirmando a importância do projeto no cenário político nacional. “Nossa preocupação é com o que a lei irá proporcionar daqui para frente, tanto em relação à conduta de quem pretende concorrer a um mandato político quanto aqueles que votam. Toda a sociedade está ganhando com a Ficha Limpa”, explicou a secretaria executiva, Cristiane Vasconcelos.

Outras informações pelo site do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral.