Você está em:

Começa a Campanha do Dízimo de 2021, com o tema “Comunidade: lugar de encontro, fé, partilha e compromisso”

Com o tema “Comunidade: lugar de encontro, fé, partilha e compromisso”, e o lema “Pois onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, eu estou ali, no meio deles.” (Mt 18,20), a Campanha do Dízimo de 2021 começa neste mês de novembro e vai até outubro do próximo ano. A iniciativa busca fortalecer a Pastoral do Dízimo nas comunidades de fé, contribuindo para que cada pessoa reconheça a importância da partilha no caminho missionário da igreja.

O dízimo é sinal de gratidão. Um convite à generosidade, à fraternidade e à solidariedade. Na generosidade da oferta, assume-se o compromisso com o Reino de Deus, que precisa ser anunciado em todos os lugares e a todas as pessoas. “A contribuição com o dízimo nasce de uma decisão pessoal que exprime a pertença afetiva à Igreja vivida em uma comunidade concreta” (CNBB, doc 106, nº 9).

O dízimo apresenta três dimensões: a Religiosa e Eclesial –  comunidade é lugar de fé, em que o sentido comunitário realiza e reforça a dimensão pessoal de cada cristão. Para o dizimista, a comunidade é a extensão da sua casa. Com gratidão ele contribui para o sustento de suas estruturas; a dimensão Missionária – a comunidade cristã é lugar de compromisso. Ela “anuncia Jesus Cristo e acolhe novos membros que, pelo Batismo, se tornam discípulos do Senhor” (CNBB, doc 100, pág. 49). A comunidade, portanto, é por sua natureza missionária, responsável pelo testemunho e pelo anúncio da Boa Notícia, pela Evangelização. O dizimista dá testemunho de fé e com seu dízimo contribui para a organização de momentos formativos, promoção da catequese, impulsiona o sustento das pastorais e a capacitação dos ministros ordenados, leigos e leigas.

Já a terceira dimensão é a Caritativa – a comunidade é lugar da partilha de bens e de dons. Trata-se da manifestação autêntica da fé dos cristãos. A caridade para com os pobres é uma dimensão constitutiva da missão da Igreja. O dizimista é solidário. “Deus ama quem dá com alegria” (2 Cor 9,7).  Com o dízimo, a Igreja investe nas ações sociais e projetos de transformação e promoção humana.

Parte dos recursos do dízimo é destinado ao Fundo de Solidariedade Arquidiocesano que viabiliza vários projetos, a exemplo do auxílio a comunidades de fé em realidades pobres das ações solidárias.

Saiba mais sobre a Campanha de 2021, clique no link  www.arquidiocesebh.org.br/pastoraldodizimo

 

Assista à mensagem de dom Walmor: