Você está em:

Catedral Cristo Rei: padres e seus familiares celebram a vida familiar e sacerdotal ao redor da Padroeira de Minas


Os sacerdotes da Arquidiocese de Belo Horizonte e seus familiares foram recebidos pelo arcebispo dom Walmor e os bispos auxiliares na Catedral Cristo Rei para um momento de oração, partilha e celebração da fraternidade, neste sábado, 6 de agosto. Trata-se do Encontro de familiares dos sacerdotes da Arquidiocese de BH. O evento, que integra a programação arquidiocesana pelo Dia do Sacerdote, foi especialmente emocionante. Os presbíteros e seus familiares se reuniram ao redor da imagem de Nossa Senhora da Piedade, primeira obra de arte especialmente preparada para a Catedral Cristo Rei. A obra, do artista Guilherme Marques, foi inspirada na imagem da Padroeira de Minas Gerais, arte barroca de Aleijadinho que está na menor basílica do mundo, no Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade. Faz também referência às montanhas de Minas Gerais, tão feridas pela mineração predatória.

Os presbíteros e seus familiares, acolhidos na Catedral Cristo Rei, participaram de Celebração Eucarística, presidida por dom Walmor, que destacou, agradecendo a cada padre e familiar presente: o Encontro com padres e seus familiares, realizado há 15 anos, é de grande importância na vida da Arquidiocese de Belo Horizonte. “Oramos, nos encontramos e nos abraçamos, nos fortalecendo com a presença uns dos outros, agora na Catedral Cristo Rei, que é lugar de encontro”. O Arcebispo lembrou que as tecnologias de comunicação, que possibilitam interações à distância, são importantes, mas também evidenciam, com maior clareza, a essencialidade da presença. “Espero que cresça, cada vez mais, essa possibilidade importante de nos encontrar, registrando gratidão e alegria pela presença de cada sacerdote e de suas famílias aqui reunidas”.

O bispo auxiliar dom Joel Maria dos Santos sublinhou que o Encontro com os sacerdotes e seus familiares ocorre no contexto da Festa da Transfiguração do Senhor. Retomando a Liturgia do dia, dom Joel disse que Cristo se transfigurou em oração, para destacar que a experiência da oração é capaz de renovar o coração humano, “transfigurar as nossas vidas, para transfigurar a vida e o coração daqueles com os quais convivemos.”

Dom Júlio César, ao agradecer a participação de todos, afirmou que Deus nos fez uma família. “Faz parte do plano de amor de Deus nos reunir. A força da graça nos faz reconhecer uma família em Cristo. Muito obrigado, padres, famílias, por escolherem vir aqui para partilhar”.

Durante o Encontro, a presença de familiares já falecidos foi especialmente lembrada por dom Nivaldo dos Santos Ferreira, fazendo carinhosa referência a seus pais – Nercinha e Francisco – “transfigurados, pela força da fé”. Dom Nivaldo contou que dona Nercinha, falecida em 2018, alegrava-se por participar de cada Encontro com os padres e seus familiares. O Bispo se recordou da última participação de dona Nercina, em 2016, antes de enfrentar o agravamento de sua enfermidade. “Ela sempre se alegrava, pois o encontro é expressão da nossa comunhão”, explicou.

Ao final da Celebração Eucarística, todos renovaram a consagração a Nossa Senhora da Piedade e se reuniram ao redor da imagem de Maria, Mãe Padroeira de Minas Gerais. Depois, se emocionaram com um bonito momento cultural, reunindo músicas e partilhas sobre a vida em família e o ministério sacerdotal. Na conclusão da manhã de oração e fraternidade, um saboroso almoço foi servido no Convivium Cristo Rei.