Você está em:

“A fé é o nosso tesouro”, destaca dom Walmor em homilia no Santuário Arquidiocesano São Judas Tadeu

Como peregrinos, milhares de fiéis levaram sua devoção, gratidão, angústias e esperança ao Santuário Arquidiocesano São Judas Tadeu, neste 28 de outubro. As missas, celebradas a cada duas horas, começaram às 0h com grande peregrinação de devotos. Dom Walmor Oliveira de Azevedo presidiu a celebração das 18 horas, que acolheu os fiéis dentro da capacidade máxima permitida pelos protocolos sanitários. A Missa foi concelebrada pelo padre André Lage, reitor e pároco do Santuário.

Em sua homilia, dom Walmor lembrou que chegamos a esse dia 28 ainda vivenciando as repercussões da pandemia. Com peso nas costas e aperto em nossos corações em razão de dificuldades familiares e em toda a sociedade. O Arcebispo reforçou que caminhamos como peregrinos e peregrinas, vencendo as dificuldades, apoiados na fé, ressaltando que a palavra de Deus nos ajuda a lembrar como caminhar sem perder o rumo, ou desanimar, nos tornando um sinal do amor de Deus no coração do mundo. “Celebrar a festa do apóstolo São Judas Tadeu significa lembrar que nós temos um tesouro. O tesouro da nossa vida é a nossa fé”, lembrou dom Walmor.

Confira a homilia de dom Walmorhttps://www.youtube.com/watch?v=fi7Jx7Pzlsg

 

 

São Judas Tadeu 

São Judas Tadeu nasceu na Galileia, Palestina. Era um dos 12 apóstolos de Jesus. Filho de Alfeu – irmão de São José – e Maria de Cleofas, prima de Maria.  São Judas, assim, era primo de Jesus e irmão de Tiago, chamado o Menor, também apóstolo. 

O Evangelho de São Mateus cita a passagem em que São Judas Tadeu pergunta a Jesus, durante a ceia: “Mestre, por que razão deves manifestar-te a nós e não ao mundo?” Jesus lhe respondeu que a verdadeira manifestação de Deus está reservada para aqueles que o amam e guardam a sua Palavra. 

São Judas Tadeu pregou na Galileia, na Samaria e, próximo do ano 50, fez parte no primeiro Concílio, em Jerusalém. Evangelizou na Mesopotâmia, Síria, Armênia e Pérsia, onde encontrou São Simão. Passaram a viajar juntos. 

Mártir, São Judas morreu em 28 de outubro de 70.