Você está em:

Mensagem de dom Walmor sobre os dois anos da tragédia de Mariana

Um lamento! Outro broto de esperança!

Do coração deste Santuário Mariano, coração de Minas Gerais, da Casa de Clemência e Bondade, a casa da Padroeira de Minas, Nossa Senhora da Piedade, Santuário ecológico, herança nossa que vamos sempre preservar e defender, deixamos ecoar um triste lamento: PASSADOS DOIS ANOS DA MAIOR TRAGÉDIA AMBIENTAL DA HISTÓRIA, E NO BRASIL, 5 de novembro de 2015, o rompimento da barragem de rejeitos da Mineradora Samarco, apesar das lutas e esforços de entidades civis e religiosas, a determinação do Ministério Público, o pouco que se fez é sinal de descaso e prova de impunidades. O lamento é pela vergonha do desrespeito à dignidade das pessoas e comunidades atingidas! O lamento é por ver lágrimas não enxugadas nos olhos dos atingidos, obrigações não cumpridas à altura, miséria de dinheiro posto em socorro em comparação aos conhecidos lucros exorbitantes. Lamento pelo desamor à cidadania brasileira!

O broto de esperança vem da fé e da sinceridade dos pobres e atingidos, fecundado pelo compromisso da Igreja Católica e dos segmentos sérios da sociedade, na luta para novos rumos na regulação minerária em Minas Gerais, respeitando a Casa Comum pelo domínio da ganância e do lucro que cegam e afundam a sociedade brasileira numa lama pior que a lama devastadora no rompimento da barragem.

Vamos orar e nos unir nesta e noutras lutas, exigindo respeito e cumprimento de leis e obrigações, especialmente para com os mais pobres, para que a sociedade brasileira saia da lama da corrupção e dos descompassos morais e políticos que atrasam o tempo novo que queremos! Solidários estamos e somos com os atingidos nesta tragédia, em luta permanente pela justiça e pelo bem! Nossa Senhora da Piedade, Padroeira de Minas Gerais, nos proteja, nesta luta, nos acompanhe neste caminho, e nos abençoe nesta Conquista.

Dom Walmor Oliveira de Azevedo
Arcebispo metropolitano de Belo Horizonte

 

Ouça a mensagem de dom Walmor: