Você está em:

Solenidades celebram os 250 anos de peregrinação ao Santuário da Padroeira de Minas

A chuva e o frio não impediram os peregrinos de participarem, com alegria, das solenidades que marcaram o dia 30 de setembro de 2017: celebração dos 250 anos de história do povo peregrinando na fé ao Santuário Nossa Senhora da Piedade – Padroeira de Minas Gerais. Há exatos 250 anos, em 1767, a Cúria de Mariana autorizou o português Antônio da Silva Bracarena a iniciar a devoção a Nossa Senhora da Piedade no alto da Serra Sabarabuçu, hoje Serra da Piedade. A origem das peregrinações ao Santuário foi recordada pelo arcebispo dom Walmor Oliveira de Azevedo, durante Missa que integrou o dia de solenidades.

 

Conforme contou o Arcebispo, o português Antônio Bracarena veio para o Brasil em busca e riquezas, mas ao chegar à região onde hoje é o município de Caeté, ouviu a história de um milagre. Uma menina, surda e muda, passou a falar e a ouvir após testemunhar a aparição da Virgem Maria, no alto da Serra. Tocado pela história, Bracarena se converteu, e decidiu investir tudo o que tinha na construção da singela Igreja, no ponto mais alto da Serra, a Ermida da Padroeira.

 

Dom Walmor destacou que o Santuário é escola que ensina cada pessoa a abrir-se ao amor de Deus. “Maria é a escolhida de Deus para ser a Mãe do Salvador. Com o seu ‘sim’, a partir da grandeza de sua presença, deu rumos novos à história”, disse, acrescentando: “Cada igreja – basílica, catedral ou capela – dedicada à Mãe Maria é lugar de aprender as lições do Evangelho. Minas Gerais é agraciada com essa casa de clemência e de bondade – Santuário Nossa Senhora da Piedade”.

 

Antes da Missa, em um momento cívico, foram inauguradas placas que narram a história dos 250 anos de peregrinações ao Santuário. O dia especial foi concluído com homenagens aos amigos e benfeitores desse território dedicado a Nossa Senhora da Piedade, agraciados com medalha comemorativa. A homenagem é fruto de parceria entre a Arquidiocese de Belo Horizonte e o Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais (IHGMG). O presidente da instituição, Aluísio Quintão, ressaltou a alegria de participar da solenidade. Em gesto simbólico, a sede do IHGMG foi transferida para o Santuário da Padroeira de Minas Gerais.

Clique nos links para ver as reportagens sobre as solenidades

TV Globo

TV Horizonte

Estado de Minas