Você está em:

Quarta-feira de Cinzas: Dom Walmor preside Missa que marca o início da Quaresma

O arcebispo dom Walmor Oliveira de Azevedo presidiu Celebração Eucarística nesta Quarta-feira de Cinzas na igreja Nossa Senhora da Boa Viagem – Santuário Arquidiocesano de Adoração Perpétua. Durante a homilia, dom Walmor manifestou gratidão ao Papa Bento XVI pelo seu testemunho de fé. O Arcebispo ressaltou que a Arquidiocese de Belo Horizonte está em comunhão com o Papa e com a Igreja em todo o mundo “na grande tarefa de crescer no amor a Jesus Cristo”.

Sobre o tempo da Quaresma, dom Walmor disse que é oportunidade para que todos exercitem a interioridade. Neste caminho, qualificá-la para retirar tudo o que enfraquece o ser humano. “A interioridade sustenta os rumos de nossos passos. Devolve-nos a condição de viver com sabedoria”, explicou.

Para desenvolver a interioridade, dom Walmor ensina que é preciso vivê-la “na intimidade com Deus”. A partir das indicações apresentadas no Evangelho de Jesus Cristo, segundo São Mateus, dom Walmor apresentou orientações para o cultivo da interioridade. Nesta tarefa, o Arcebispo ressalta a importância do jejum, da oração acompanhada da Palavra de Deus, da meditação e da contemplação. Também destaca o caminho da caridade como oportunidade para aprender “a olhar cada pessoa com amor, encontrando a alegria de ser bom, terno e generoso”.
 

Especialmente aos jovens, foco da Campanha da Fraternidade deste ano, dom Walmor pediu que cultivem a interioridade no tempo quaresmal. A eles, também fez um pedido: “com a alegria do testemunho, com espontaneidade e a inteligência de seus corações, ajudem a transformar o mundo.”

 

A Missa, que reuniu um grande número de fiéis, foi concelebrada pelo reitor do Seminário Arquidiocesano Coração Eucarístico de Jesus, padre Nivaldo dos Santos Ferreira, e presbíteros formadores. Também concelebraram o padre Marcelo Carlos de Oliveira, reitor do Santuário Arquidiocesano de Adoração Perpétua, e demais sacerdotes sacramentinos.