Você está em:

Projeto Eleições 2010 – Iniciativa une pesquisadores, estudiosos e lideranças comunitárias

 

Ao abrir, no último sábado, 27 de março, o primeiro encontro do Projeto Eleições 2010, promovido pelo Núcleo de Estudos Sociopolíticos (NesP), o reitor da PUC Minas e bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, professor Dom Joaquim Mol Guimarães, ressaltou que a iniciativa marca a união entre pesquisadores, estudiosos da academia e lideranças comunitárias. “A Igreja vai encontrando um caminho de que só de mãos dadas vamos conseguir melhorar as condições de vida do País e criar formas de mexer com a consciência cidadã das pessoas”, salientou.

Segundo o reitor, o avanço das parcerias da Igreja por uma maior conscientização nacional contra a corrupção e a importância da participação popular na escolha dos seus representantes tem gerado bons frutos. Um exemplo é o projeto Ficha Limpa, que será votado na Câmara Federal, no próximo dia 7 de abril. Pesquisas apontam que 30% dos parlamentares em Brasília desistiram de concorrer nas próximas eleições por terem pendências na justiça e, como prevê o projeto, não poderão concorrer. “É uma vitória coletiva. Objeto do esforço da sociedade brasileira, que virou um Movimento de Combate à Corrupção, quando todos trabalharam para conseguirmos atingir às 1.600.000 assinaturas para levarmos o projeto à votação no Congresso”, ressalta.

Mobilização

Durante a tarde de sábado, as lideranças comunitárias presentes conheceram os projetos do Núcleo de Estudos Sociopolíticos (NesP), ligado à PUC Minas e à Arquidiocese de Belo Horizonte, apresentadas pelo coordenador do Núcleo, professor Robson Sávio. O professor Robson apresentou ainda o blog do Nesp, que vai acompanhar e servir de espaço aberto para os internautas discutirem os rumos das eleições. Em seguida, o cientista político e professor da PUC Minas, Malco Camargos, apresentou palestra Eleições 2010: conjuntura e cenários, comentada pelo jornalista da Rede Band Minas, Luiz Carlos Bernardes.

O professor Malco Camargos destacou a importância de o eleitor buscar as fragilidades e as forças de cada candidato, e aproveitarem a internet como meio de informação, já que esta será uma eleição marcada pela “mídia eletrônica”. Para o jornalista Luiz Carlos Bernardes, iniciativas como a do NesP, de promover encontros com lideranças comunitárias e a população, buscando esclarecer e discutir as eleições, são válidas porque “abrem canais riquíssimos, já que os próprios partidos políticos estão muito distanciados da sociedade”.

Confira os próximos encontros do Projeto Eleições 2010

Programação:

22 de maio, às 14h – NesP na Região: Projeto Eleições 2010 e Projeto de Acompanhamento do Legislativo (Região Episcopal Nossa Senhora da Conceição – local a ser definido)

26 de junho, às 14h – NesP na Região: Projeto Eleições 2010 e Projeto de Acompanhamento do Legislativo (Região Episcopal Nossa Senhora da Piedade – local a ser definido)

28 de agosto, às 14h – NesP na Região: Projeto Eleições 2010 e balanço da Pesquisa Mapeamento de Grupos e Práticas de Fé e Política (Região Episcopal Nossa Senhora da Esperança – local a ser definido)

25 de setembro, às 14h – NesP na Região: Projeto Eleições 2010 e balanço da Pesquisa Mapeamento de Grupos e Práticas de Fé e Política (Região Episcopal Nossa Senhora da Aparecida – local a ser definido)

27 de novembro, às 14h – Avaliação dos projetos do NesP: Projeto Eleições 2010, Projeto de Acompanhamento do Legislativo, Pesquisa de Mapeamento dos Grupos e Práticas de Fé e Política (prédio 43 da PUC Minas)