Você está em:

Paróquia realiza trabalho de apoio à terceira idade

 

A Paróquia Santa Maria, Rainha dos Apóstolos, em Contagem,  desenvolve um trabalho especial com os idosos. Eles frequentam, duas vezes por semana, sessões de atividades físicas preparadas para a terceira idade e orientadas pela fisioterapeuta Paula Tatiana Pinho Barbosa.  

Em clima de amizade e descontração, a turma, com 40 pessoas, se movimenta com exercícios que têm o objetivo de prevenir dores nas articulações, na coluna, artrose  e outros incômodos causados pelo sedentarismo.

 

É indiscutível o benefício que  a atividade física traz para o humor,  proporcionando maior controle da  ansiedade, não só pelo convívio social, mas pelo potencial próprio do exercício

 São alongamentos, e séries de atividades para fortalecimento dos membros inferiores e superiores, feitos com bolas, bastões, bambolês e elástico.  “Esses exercícios são muito importantes para evitar acidentes, como quedas e fraturas. Eles desenvolvem a coordenação motora, o equilíbrio e, também, atuam para amenizar dores crônicas que acabam por  criar ou agravar problemas posturais”, explica a fisioterapeuta.

 A melhora psicológica dos frequentadores das aulas, de acordo com Paula Barbosa, também é visível e muito importante. “As pessoas, brincam , divertem-se e estreitam os laços de amizade.  É indiscutível o benefício que  a atividade física traz para o humor,  proporcionando maior controle da  ansiedade, não só pelo convívio social, mas pelo potencial próprio do exercício,  ao provocar  a  liberação de serotonina, endorfina e outras substâncias pelo organismo”, explica.  A aceitação do trabalho é tão grande na comunidade que, segundo ela, pessoas mais jovens também estão participando das atividades.

“O grupo que temos aqui na Igreja é recente, porém podemos ver o quanto o convívio e os exercícios físicos fazem bem às pessoas. Como sou paroquiana aqui na Igreja Santa Maria, Rainha dos Apóstolos, observo que alguns  senhores e senhoras que tinham dificuldade para se relacionar, estão se comunicando muito melhor.  Está sendo muito bom para todos, principalmente para mim que me sinto gratificada por estar realizado este trabalho”, afirma a fisioterapeuta.  

 

Poderíamos nos encontrar mais vezes para fazer ginástica, pois faz muito bem a todos. Além disso, o cuidado da professora, Paula, tão jovem e carinhosa  tem sido muito gratificante

Isabel Cristina Furtado de Almeida, aos 62 anos, se entusiasma ao falar sobre as aulas de ginástica da Paróquia.  A alegria do grupo e a  qualidade do trabalho realizado têm preenchido o vazio deixado pela morte do marido Rande Soares de Almeida, seu companheiro por 44 anos. “Acho até que poderíamos nos encontrar mais vezes para fazer ginástica, pois faz muito bem a todos. Além disso, o cuidado da professora, Paula, tão jovem e carinhosa conosco tem sido muito gratificante”, afirma.

A atividade física também contribui para a reabilitação de Isabel que há 5 anos iniciou uma batalha  contra um tumor na medula. Embora fosse benigno, foram necessárias duas cirurgias para ser retirado. A  internação

-lhe uma infecção hospitalar que levou cinco meses para ser debelada.

“Deus me amparou durante todos esses momentos, através do apoio e das orações de meus familiares e amigos. Foi uma experiência rica que só confirmou a certeza de que não há nada mais importante do que as pessoas que estão ao nosso redor”.