Você está em:

Paróquia Nossa Senhora da Glória ampara crianças e pessoas com deficiência

A Creche Comunitária das Obras Sociais da Paróquia Nossa Senhora da Glória, no bairro Glória, acolhe 82 crianças com idades entre um e seis anos em tempo integral. Elas recebem educação aprimorada, que inclui alfabetização, socialização, lazer e alimentação saudável, além da disciplina, pois as atividades obedecem a um planejamento e a horários adequados.

Os hábitos de higiene pessoal são incluídos na rotina diária, como lavar as mãos antes das refeições e escovar os dentes depois.

Para realizar todo o trabalho, a creche tem 14 funcionários entre professoras, cozinheiras, auxiliares de serviços gerais e um profissional para inclusão que acompanha uma criança que apresenta deficiência provocada por hidrocefalia. Esses profissionais são mantidos com recursos de um convênio com o poder público, mas todas as outras despesas são pagas pela comunidade que faz doações e participa de eventos beneficentes.

Essas iniciativas vão desde a coleta de alimentos e material de limpeza, a campanhas para aquisição de material para pequenas reformasse pintura da creche.

 

As pessoas com deficiência que integram a comunidade recebem cuidado especial por meio do Projeto Rosa Azul, que tem por objetivo lhes proporcionar uma vida mais digna e feliz, amenizando suas dificuldades.

O Projeto, que funciona desde 1993, destina-se a assistidos de todas as faixas de idade. Reúne, hoje, desde uma adolescente de 12 anos, que não têm condições de participar dos processos de inclusão escolar, pois vive acamada, até adultos, não existindo limite de idade. Todos os dias uma kombi leva e busca os assistidos pelo projeto, que, além do alimento e cuidados com a higiene pessoal recebem alimentação.

O Projeto Rosa Azul é cem por cento mantido pela comunidade. Sem convênios que ajudem no orçamento, seus administradores estão sempre buscando alternativas para arcar com as despesas que incluem salários de uma fisioterapeuta e de duas monitoras os acompanham. O projeto Kombi que busca e leva todos os assistidos.

Para cuidar e alimentar essas pessoas, a instituição recebe de doações de papel higiênico, fraldas, material de limpeza, brinquedos pedagógicos, biscoitos, pães, leite, achocolatado, sucos, gelatina, açúcar, adoçante e manteiga.