Você está em:

Núncio Apostólico visita a Arquidiocese de Belo Horizonte

 

O Núncio Apostólico no Brasil, dom Giovanni D’Aniello, visita a Arquidiocese de Belo Horizonte de 5 a 7 de abril e, especialmente, celebra a Missa que marca o início das obras da Catedral Cristo Rei, no Domingo da Divina Misericórdia – dia histórico e muito especial.


Programação:

5 de abril – Sexta-feira

9h55 às 10h35PUC Minas
10h45 – Encontro com a direção, professores e alunos do Instituto de Filosofia e Teologia     
11h45 – Rede Catedral de Comunicação Católica
15h –  Cúria Metropolitana – saudação aos colaboradores
15h30 –  Visita  ao cardeal dom Serafim
16h – Obras sociais da Boa Viagem – Santuário Arquidiocesano da Adoração Perpétua – Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem  
16h30 – Casa de Apoio Nossa Senhora da Conceição – Vicariato Episcopal para Ação Social e Política
20hCelebração Eucarística na Paróquia Cristo Rei, em Vespasiano – Região Episcopal Nossa Senhora da Conceição

6 de abril – Sábado

8h30 – Encontro com Governador do Estado de Minas
10hObra social Projeto Vila Fátima
11h45 – Momento orante na Abadia das Monjas Beneditinas
16h – Hospital Nossa Senhora de Lourdes, em Nova Lima
17h – Cúria Regional Aparecida
19h Celebração Eucarística na Paróquia Cristo Redentor, Barreiro – Região Episcopal Nossa Senhora Aparecida

7 de abril – Domingo da Misericórdia
 
8hCelebração Eucarística pelo início das obras no terreno da  Catedral Cristo Rei
11hCelebração Eucarística na Igreja Nova das Romarias – Santuário Nossa Senhora da Piedade (Rensp) 
15h – Visita à Igreja Barroca Nossa Senhora do Bonsucesso

O Núncio Apostólico para o Brasil foi escolhido em fevereiro de 2012 pelo Papa Bento XVI, sucedendo a dom Lorenzo Baldisseri. Dom Giovanni D’Aniello foi Núncio da Tailândia e Camboja e delegado apostólico em Myanmar e Laos.

Dom Giovanni D’Aniello tem 58 anos, nasceu em Aversa (Itália). Foi ordenado sacerdote em dezembro de 1978. É doutor em Direito Canônico. Ingressou no Serviço Diplomático da Santa Sé em 1983, tendo desempenhado a sua atividade junto às Representações Pontifícias do Burundi, Tailândia, Líbano, Brasil e Seção para as Relações com os Estados da Secretaria de Estado, no Vaticano. Em 2001, foi nomeado núncio apostólico na República Democrática do Congo e, em 2010, foi transferido para a Tailândia e Camboja.