Você está em:

Mensagem do Papa aos católicos do Reino Unido e da Irlanda

Combater a cultura da morte, protegendo e amando a vida desde o seu início até ao seu fim natural. Com esta exortação, o Papa Francisco dirige-se aos católicos do Reino Unido e da Irlanda que, no domingo 27 de Julho, celebram o anual Dia da vida.

Numa mensagem assinada pelo cardeal secretário de Estado Pietro Parolin, o Pontífice convida as comunidades, em particular os jovens dos países destinatários — ingleses, escoceses, galeses e irlandeses, a trabalharem “para garantir uma tutela legal adequada do direito humano fundamental à vida”. E para o fazer, esclarece citando a Evangelii gaudium, é preciso procurar “levar o amor misericordioso de Cristo como um bálsamo que dá vida, onde persistem as preocupantes novas formas de pobreza e fragilidade, cada vez mais evidentes na sociedade contemporânea”.

Também os prelados da Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda transmitiram mensagem na qual convidam os fiéis a seguirem os passos do Papa Francisco e os exortam a comprometerem-se para cuidar, sustentar e proteger a vida em cada uma das suas fases e condições.

Na vigília do encontro, mais de meio milhão de postais foram enviados a paróquias e capelanias em preparação para o Dia, que este ano terá como tema #livelife. A hashtag inicial remete para a comunicação por meio do Twitter e de outras redes sociais. Os fundos angariados no Dia da Vida serão destinados a favor das estruturas da Igreja local que se ocupam da promoção e da defesa da vida.

Na rede estão disponíveis também materiais específicos de reflexão e alguns subsídios litúrgicos para a celebração deste Dia: entre outros, uma prece à Virgem Maria, invocada como «mãe do amor».

 

L’Osservatore Romano