Você está em:

Jesus está vivo, não o procuremos entre os mortos

 

Dezenas de milhares de peregrinos estiveram presentes na Praça de São Pedro para a audiência geral com o Papa Francisco na quarta-feira, dia de São Jorge. “Porque procurais entre os mortos aquele que está vivo?” – a frase do Evangelho de São Lucas serviu de inspiração para a catequese do Santo Padre:

Nestes dias em que celebramos a alegria pascal de que Cristo ressuscitou e permanece para sempre vivo e presente no mundo, a pergunta que os anjos fizeram às mulheres no sepulcro,  “porque procurais entre os mortos aquele que está vivo?” também se dirige a nós. De facto – continuou o Santo Padre – às vezes, podemos fechar-nos em várias formas de egoísmo, seduzidos pelas coisas deste mundo, deixando de lado Deus e o próximo.

“Mas não é fácil aceitar a vida do Ressuscitado e a sua presença no meio de nós. O Evangelho faz-nos ver as reações do apóstolo Tomé, de Maria Madalena e dos dois discípulos de Emaús: faz-nos bem confrontarmo-nos com eles.“

Desta forma – continuou o Papa – podemos ser como Tomé, querendo tocar nas chagas para acreditar; ou como Maria Madalena, que vê Jesus, mas não o reconhece. (Confira, aqui, a síntese da catequese do Papa Francisco).

 

Leia, ainda, os resumos das reflexões do Papa Francisco nas homilias das Missas celebradas na Casa Santa Marta, situada nas dependências do Estado do Vaticano:

 

24 de Abril de 2014
PAPA: EVITAR SER “CRISTÃOS MORCEGOS”, QUE TÊM MEDO DA ALEGRIA DA RESSURREIÇÃO

11 de Abril de 2014
DEVEMOS APRENDER COM O EVANGELHO A COMBATER O DIABO NO SÉCULO XXI