Você está em:

Igreja encaminha jovens a cursos de qualificação profissional

 

A Arquidiocese de Belo Horizonte, por meio do Vicariato para a Ação Social e Política, tem obtido resultados animadores ao promover o acesso dos jovens ao Pronatec Brasil sem Miséria. A ação é desenvolvida em comunidades mais pobres, com o objetivo de  informar e possibilitar a participação das pessoas em cursos de  qualificação profissional oferecidos pelo poder público. Em pouco mais de um mês de atuação, a equipe do Vicariato Social fez a pré-inscrição de mais de 700 jovens, incluindo moradores em situação de rua.

O trabalho é realizado por meio das paróquias, em parceria firmada no âmbito do Programa Nacional de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho (Acessuas Trabalho),  que possui estreita articulação com o Plano Brasil Sem Miséria,  através do incentivo e da mobilização à integração ao mundo do trabalho.

A meta é beneficiar as populações que, mesmo com a política de transferência de renda, ainda não conseguem acessar as políticas públicas, tais como: saúde, educação, habitação e assistência social.

 

Equipe do Vicariato Social já realizou a pré-inscrição de 700 pessoas nos cursos de qualificação profissional

São oferecidos cursos de Inglês básico, espanhol intermediário, eletricista predial de baixa tensão, modelista, confeccionador de bolsas, auxiliar de recursos humanos, motorista de transporte de cargas, operador e acabamento editorial,  instalador e  auxiliar de arquivo , almoxarife, auxiliar financeiro , recepcionista , carpinteiro de obras e pedreiro de revestimento em argamassa, entre outros.

Todos os detalhes são pensados para facilitar o acesso ao programa, especialmente, daqueles que não tiveram a oportunidade de prosseguir com os estudos. Quem não concluiu o ensino fundamental pode se inscrever para a maioria dos cursos.

No momento da pré-inscrição, o interessado recebe uma carta de encaminhamento para a instituição que vai ministrar as aulas.  Ao confirmar a inscrição, a pessoa já é informada sobre dia e horário das aulas e carga horária, além da garantia de uma ajuda de custo para o transporte. Os cursos são ministrados em unidades do Serviço Nacional da Indústria (Senai), Serviço Nacional do Comércio (Senac)  e Serviço Nacional do Transporte (Sest/Senat).