Você está em:

Dom Walmor preside momento de oração na comunidade “Terra da Sobriedade”

A comunidade terapêutica Terra da Sobriedaderecebeu o arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo, para um momento de orações, bênçãos e reflexões. O encontro aconteceu nesta Terça-feira Santa, dia 26 de março, e reuniu pacientes e funcionários da instituição.

A Terra da Sobriedade acolhe dependentes químicos em situação de vulnerabilidade pessoal e social. Atua em todos os níveis de atenção à saúde, oferecendo ações de promoção, prevenção, intervenção, tratamento, reinserção e cuidados com as famílias.

Dom Walmor falou aos presentes sobre a importância da religiosidade na vida de todos, principalmente daqueles que se encontram em situação de vulnerabilidade: “Nossa fé em Cristo abre caminhos e corações. Quando Deus toma um lugar especial em nossas vidas, superamos distâncias e dificuldades, criamos laços e sentimos a segurança necessária para trilharmos o caminho certo”.

Márcio, de 49 anos, foi interno da instituição e hoje ajuda como voluntário, incentivando outros jovens e adultos a mudarem o rumo de suas vidas. Segundo ele, o encontro com a espiritualidade foi fundamental para a superação. “Depois que a espiritualidade despertou-se em mim, as coisas mudaram. Me senti mais forte e disposto para continuar. Acredito que a visita de dom Walmor irá despertar em muitos outros este sentimento. O primeiro passo para ter força, é ter Deus” afirmou Márcio.

A Terra da Sobriedade é uma organização de sociedade civil de interesse público (OSCIP), constituída oficialmente em agosto de 2002, na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Idealizada por um grupo de familiares e amigos de dependentes químicos, sensibilizados com a causa, a Terra da Sobriedade é uma associação de promoção da vida e da sobriedade, através da prevenção do uso e abuso de drogas, e da recuperação e reinserção de dependentes químicos e de seus familiares na sociedade. Os fundadores da comunidade Terra da Sobriedade participaram também da fundação da Pastoral da Sobriedade na Arquidiocese de Belo Horizonte.