Você está em:

Dom Walmor celebra os 57 anos da proclamação de Nossa Senhora da Piedade Padroeira de Minas Gerais

Dom Walmor presidiu celebração Eucarística na Ermida da Padroeira, no Santuário Nossa Senhora da Piedade, em Caeté, na tarde de segunda-feira, dia 31, pelo Jubileu de 57 anos de Proclamação de Nossa Senhora da Piedade Padroeira de Minas Gerais. A Missa foi concelebrada pelos padres Fernando Nascimento, Carlos Antônio da Silva, e pelo diácono permanente Noraldino Caetano Fonseca Filho.

Durante a homilia, dom Walmor lembrou que desde 1767, há 250 anos, irmãos e irmãs peregrinos sobem a Serra da Piedade e se sentem tocados pela presença amorosa de Maria. “Hoje é um dia muito especial para o povo mineiro. Há 57 anos recebemos este grande dom de ter Nossa Senhora da Piedade como Padroeira do Estado de Minas Gerais. Este grande centro de espiritualidade que é o Santuário Nossa Senhora da Piedade, nos convida para cultivarmos a paz. Nessa magnífica arquitetura divina, nas montanhas de Minas, sentimos que somos morada de Deus. A grande mudança que precisamos só acontecerá se colocarmos Deus como centro de nossas vidas e nunca substituí-lo por nada. Que todos os mineiros possam ser do bem, promotores da paz e defensores da justiça. Que Nossa Senhora da Piedade nos sustente e nos abençoe nesse caminho”.

Após a celebração, dois corais se apresentaram na Ermida da Padroeira: Canto de Minas e Ensaio Aberto, com regência do maestro Lindormar Gomes.

O Estado de Minas Gerais foi consagrado a Nossa Senhora da Piedade em 31 de julho de 1960, após decreto do Papa João XXIII, por meio das Letras Apostólicas Haeret animia, de 20 de novembro de 1958. Este ano a programação do Jubileu faz parte das celebrações dos 250 anos das primeiras peregrinações ao Santuário.

 

Celebração dos 57 anos de proclamação de Nossa Senhora da Piedade Padroeira de Minas