Você está em:

Dom Walmor celebra em Aparecida para milhares de fiéis – 19 de maio

Milhares de fiéis das Paróquias da Arquidiocese de Belo Horizonte participaram da 7ª Romaria Arquidiocesana Vocacional ao Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, em Aparecida (SP), na manhã deste sábado, dia 19.

O arcebispo dom Walmor Oliveira de Azevedo, os bispos auxiliares dom Luiz Gonzaga Fechio e dom João Justino de Medeiros Silva, também acolheram com grande alegria, os padres, seminaristas, religiosos e religiosas e  participantes da 4ª Romaria Nacional do Terço dos Homens, “um importante movimento espiritual que cresce no Brasil inteiro e, de forma particular, em Minas Gerais”. Dom Walmor também destacou a presença dos seminaristas e formadores do Seminário Arquidiocesano Coração Eucarístico de Jesus, que está próximo de completar 90 anos.

Dom Walmor agradeceu pelo “gesto bonito de cada um que saiu de sua casa para estar na casa da Mãe Maria, Padroeira e Rainha do Brasil, neste momento especial de comunhão com Deus. Sobretudo, de comunhão com os enfermos, os mais pobres e os sofredores”.

Durante a homilia, disse que a alegria completa não é aquela de quem tem muito. Mas aquela que nasce em quem se torna mais íntimo de Deus. “É preciso dar exemplo da nossa fé em todos os lugares. A nossa sociedade precisa de um novo rumo para ser mais justa e mais fraterna. Ter o coração voltado para o amor e comprometido com a prática das boas obras, procurando sempre o que é melhor. Pois é tarefa nossa transformar a sociedade”.  E lembrou aos fiéis que Maria, nossa Mãe, é um exemplo a ser seguido, pois se fez discípula exemplar. “Todos somos discípulos de Cristo para realizar a experiência da intimidade com Deus, trabalhar por grandes obras e, olhar pelos mais simples e os mais pobres”.

Dom Walmor disse que o mundo precisa de homens e mulheres apaixonados por Cristo e corajosos para dar o testemunho dele, como algo que nasce no fundo do coração. “Que Deus nos ajude e nos dê essa graça”. Disse ainda que a maior alegria do nosso coração de filhos e filhas de Deus é sermos discípulas e discípulos missionários. “Recorram sempre à Mãe Maria, que jamais desampara a quem a ela recorre”.