Você está em:

CNBB apresenta subsídio sobre as Desigualdades Sociais no Brasil

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), publicou o segundo volume do subsídio Pensando o Brasil. O texto, aprovado na 53ª Assembleia Geral dos Bispos, em abril, trata das desigualdades sociais no Brasil e é uma contribuição para análise e busca de respostas sobre o tema.

À luz do Evangelho, o subsídio aborda situações como a crescente violência na sociedade brasileira e a corrupção considerada endêmica e que aumenta a desigualdade.“Somos sempre convidados a pesquisar e a refletir sobre as relações e as situações concretas vividas pelas filhas e pelos filhos de Deus”, afirma o bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner.

A publicação, disponível nas Edições CNBB, está dividida em três partes. A primeira, fala sobre a desigualdade estruturante da sociedade brasileira. Neste trecho são apresentados elementos da realidade do país, como o limite das políticas públicas, a concentração econômica e financeira, o mecanismo da dívida pública com a taxa básica de juros, a inclusão de parte da população no mercado de consumo sem reformas estruturais e as Políticas de Direitos Sociais.

A segunda parte do texto é dedicada ao olhar da Igreja sobre a desigualdade social e a última mostra o desejo do episcopado brasileiro de buscar novos caminhos de convivência.