Você está em:

Clero da Arquidiocese de BH se reúne em Assembleia Geral

 

Os padres da Arquidiocese de Belo Horizonte estiveram reunidos na Assembleia Geral do Clero, nesta quinta-feira, 29 de maio. O encontro foi presidido pelo arcebispo, dom Walmor, e contou com a participação dos bispos auxiliares dom Joaquim Mol, dom Luiz Gonzaga, dom Wilson Angotti e dom João Justino. A Assembleia é uma oportunidade para refletir sobre as ações pastorais, além de reforçar os valores e princípios que marcam a caminhada pastoral dos sacerdotes.

O tema central que norteou os trabalhos, “Comunidade de comunidades: uma nova paróquia e o contexto sociocultural contemporâneo”, foi apresentado por dom Joaquim Mol, dom João Justino, padre Úlpiano Vazquez Moro, Doutor em Teologia, Universidad Pontificia Comillas, Madrid e pela professora do Centro Loyola e da PUC Minas, Lucimara Trevisan, com mediação do Vigário Episcopal para a Ação Pastoral, padre Áureo Nogueira. Em um segundo momento, os participantes propuseram questões para serem refletidas, sobre a organização da Igreja em redes de comunidades. Dom Joaoquim Mol, que também preside a Comissão para Acompanhamento da Reforma Política da CNBB destacou a importância da participação da Arquidiocese de BH na campanha em favor do Projeto de Lei de iniciativa popular, “Reforma Política Democrática e Eleições Limpas” e o compromisso do cristão com a cidadania. A formação e retiro do clero foram questões desenvolvidas, durante a Assembleia, por dom Luiz Fechio. 

A trajetória da Igreja de BH, em sua missão evangelizadora, documentada em livro apresentado na Assembleia do Clero

O clero teve a oportunidade de conhecer os livros “A Arquidiocese e a Evangelização”, de autoria do professor da PUC Minas Caio César Boschi e de frei Luíz Antônio Pinheiro, Vigário da Região Episcopal Nossa Senhora Aparecida, e “Fé, Política e Cidadania – Pesquisas”, volume 4, da série “Cadernos Temáticos”, editada pelo Núcleo de Estudos Sociopolíticos da PUC Minas e da Arquidiocese de Belo Horizonte (Nesp). A publicação conjuga três questões que integram a existência do cristão no mundo: a vivência da fé, a ação política e o exercício da cidadania.  Os  professores da PUC Minas Robson Sávio e Eliane Pezin e o assessor do Vicariato para a Ação Social e Política, Frederico Santana fizeram uma exposição sobre a obra.

Um momento especial foi a apresentação, pelo Arcebispo, do Projeto Praça das Famílias. Um importante espaço no conjunto arquitetônico da Catedral Cristo Rei, dedicado às grandes celebrações. A Praça terá ao seu redor um grande terço no qual será possível rezar com a família, com os grupos de oração e movimentos da Igreja.  Em cada conta serão gravados os nomes das pessoas que se associarem a este projeto, para a construção da nossa Igreja Mãe.