Você está em:

Café com Prosa no Projeto Providência: Comunidade é chamada a ajudar


Equipe do Café com Prosa, com a coordenadora Miriam Zárate (3ª da dir. para a esq), em ação junto a pessoas em situação de rua, na região da Lagoinha

 

O Café com Prosa, uma iniciativa da Arquidiocese de Belo Horizonte, estará presente na Unidade Taquaril do Projeto Providência, no dia 29 de maio, às 18h30, para um encontro com representantes de escolas locais, empresários, poder publico, associações e, especialmente, com as famílias atendidas.

O objetivo, de acordo com a coordenadora Miriam Elisabeth Zárate, é mobilizar as lideranças da comunidade para que participem, com ações concretas e articuladas, da nova fase do Projeto, no âmbito do Vicariato para a Ação Social e Política, que tem a missão de empreender novas ações. Para isso, conta com a gestão do Padre Ademir Ragazzi que durante seis anos esteve à frente do Vicariato,  acumulando vasta experiência na atuação em trabalhos  sociais.

Há 26 anos, o Projeto Providência acolhe crianças, adolescentes e jovens nos períodos do dia em que eles não estão na escola. Hoje, são 157 professores nas unidades Vila Maria, antigo Conjunto Habitacional Gorduras; Fazendinha, no Agomerado da Serra,  e Páscoa, no Taquaril, e 3 mil assistidos que recebem amor, apoio escolar, formação humana e comida de boa qualidade, com fartura. Muitos chegam ali tristes, com a autoestima baixa e em risco social. E boa parte deles tem a vida transformada pelo amor e pelo cuidado.

No encontro que será realizado na Unidade Taquaril, o Café com Prosa pretende dar destaque e visibilidade ao Projeto junto à comunidade, aos parceiros e convidar novos colaboradores a abraçar esta causa. Com isto, segundo a coordenadora, visa incentivar a construção de soluções para os problemas que impedem o desenvolvimento próprio das crianças e adolescentes do Projeto, que estudam em escolas públicas locais, e incentivar  as comunidades a  cuidar e protegê-las.

“O objetivo deste trabalho, que tem sido realizado em vários segmentos da sociedade,   é  transformar a realidade por meio da comunicação popular e mobilização social em redes, visando ao desenvolvimento sustentável da comunidade”, afirma Miriam. O Café com Prosa tem atuações bem sucedidas, como por exemplo, em oficina literária junto a pessoas em situação de rua,  na capacitação de jovens empreendedores e na articulação, em rede, de políticas públicas em favor das comunidades. Além disso, atua na área da saúde por meio da mobilização para prevenção ao HIV. No âmbito da Arquidiocese, desenvolve importante trabalho de articular as ações do Vicariato com as paróquias e  comunidades de fé.

Realizado por meio da Secretaria de Alianças Estratégicas do Vicariato Social, o Café com Prosa  assume o compromisso com a ética da co-responsabilidade de todos, visando ao bem comum.  “O trabalho se estrutura sobre pilares que, resumidamente, tratam de segurança pública, direitos humanos e sociais, meio ambiente, saúde, educação, participação popular e políticas públicas, formação e qualificação profissional” observa Miriam Zárate.

A proposta, conforme explica coordenadora, é convergir a atuação do Vicariato e de todos os segmentos relacionados à comunidade, em torno de uma necessidade que, atendida, beneficie as pessoas em  situação de vulnerabilidade. “É a vontade política de atuar coletivamente e em nível macro, empreendendo ações capazes de marcar diferença, gerar impacto, resultados e agregar valor à cidadania no campo do desenvolvimento social. E sobre essas bases é que pretendemos realizar nosso trabalho no Probjeto Providência”.


Atividade realizada com jovens empreendedores

 


Ação do Café com Prosa sobre prevenção ao abuso de drogas

 


Atuação em rede junto ao poder público no segmento da Segurança Pública