Você está em:

Arquidiocese premia melhores fotos das vilas e favelas

A Arquidiocese de Belo Horizonte, por meio de seu Vicariato para a Ação Missionária nas Vilas e Favelas, abre nesta terça-feira, 12 de dezembro, aniversário de Belo Horizonte, a exposição itinerante “No coração das vilas e favelas”. Trata-se de uma mostra fotográfica, que reúne os 12 melhores registros de comunidades pobres da Capital Mineira. As imagens foram escolhidas a partir de concurso fotográfico organizado pela Arquidiocese, de agosto a novembro deste ano, e que reuniu mais de 140 imagens. A iniciativa convidou fotógrafos – profissionais e amadores – a cadastrarem seus registros sobre o cotidiano das vilas e favelas, mostrando olhares diferentes sobre essas realidades, normalmente compreendidas como lugares marcados pela violência. Todas as imagens foram submetidas a uma comissão julgadora e à votação popular, via site.

Com o Concurso, a Arquidiocese de Belo Horizonte mostra que as vilas e favelas são também ambientes de muitas iniciativas bonitas, com pessoas que vivem a fraternidade, a fé e partilham momentos de alegria. O primeiro lugar a receber a exposição itinerante é o Muquifu – Museu dos Quilombos e Favelas Urbanos (Rua Santo Antônio do Monte, 708, Bairro Santo Antônio/Vila Estrela/Aglomerado Santa Lúcia). A abertura da exposição será às 19h desta terça-feira, dia 12, com Missa celebrada pelo bispo auxiliar dom Vicente Ferreira, e premiação dos autores das três melhores imagens.

O primeiro lugar, além de equipamentos fotográficos, ganhou uma visita ao Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade, que inclui hospedagem. O passeio ao Santuário também são os prêmios de quem conquistou o segundo e o terceiro lugares.

Ganhadores

1º lugar – Marcelo Barbosa
Local da foto: Vila Nova Esperança – Bairro Nova Esperança – Santa Luzia

2º lugar – Leandro Couri
Local da foto: Vila Boa Vista – Boa Vista – Belo Horizonte

3º lugar – Raian Felipe Vieira da Costa
Local da foto: Conjunto Jardim Filadélfia – Jardim Filadélfia – Belo Horizonte