Você está em:

Assembleia do Povo de Deus: definidas as Diretrizes da Ação Evangelizadora

No período em que a Igreja Católica celebra o Ano da Fé  e comemora os 50 anos de abertura do Concílio Vaticano II, a Arquidiocese de Belo Horizonte vive um tempo especial com a realização da Assembleia do Povo de Deus. Neste sábado, 20 de outubro, bispos, padres, religiosos, autoridades e leigos representantes das diversas paróquias, grupos e movimentos se reuniram no Minascentro para definir as Diretrizes da Ação Evangelizadora da Arquidiocese de BH (DAEA-BH) para os próximos cinco anos. O documento, que  também será discutido nas assembleias das regiões episcopais no dia 17 de novembro, ajudará na elaboração dos Planos de Pastoral, com atividades específicas nas áreas de espiritualidade, vida comunitária e inserção social.
 
 
Durante a abertura do evento, o Arcebispo metropolitano, dom Walmor Oliveira de Azevedo, enfatizou a importância da Assembleia do Povo de Deus e afirmou que o momento permite uma vivência concreta do Ano da Fé.  “É preciso que os valores do Evangelho configurem o nosso tempo”, destacou o Arcebispo.

 

Outro importante momento da Assembleia foi o estudo em grupo e votação dos itens que compõe as Diretrizes Gerais. Quem estava presente teve a oportunidade de analisar, opinar, escolher as principais ações de evangelização da Arquidiocese durante a plenária. 
 
 
As Diretrizes da Ação Evangelizadora da Arquidiocese de Belo Horizonte são resultado de reflexões e do caminho percorrido durante as Assembleias Paroquiais e das Assembleias Forâneas. 
 
 Repercussão na mídia:
Jornal Estado de Minas

Veja as fotos do evento: clique aqui