Você está em:

A juventude e a Praça do Papa

“Pode-se olhar as montanhas, atrás, e se deve dizer: belo horizonte! Pode-se olhar a cidade, e se deve dizer: Belo Horizonte! Mas, sobretudo, pode-se olhar  vocês e se deve dizer: que belo horizonte!”. Com estas palavras tão ternas, começava sua homilia, o beato João Paulo II, na  visita a Belo Horizonte, em 1º de julho de 1980.

 


Nossa Igreja deseja que os jovens se tornem discípulos missionários de Jesus Cristo, tenham vida plena e sejam protagonistas na construção de um mundo fraterno.

No local hoje reconhecido como Praça do Papa, o primeiro sucessor do apóstolo Pedro a visitar o Brasil celebrou a Eucaristia com a participação de centenas de milhares de jovens ali reunidos. Ficou na memória da Igreja de todo o Brasil este modo de referir-se à juventude como “belo horizonte”. Estas palavras falam da esperança presente não só no coração da Igreja, mas, especialmente, no coração de cada jovem.

 

A opção preferencial pelos jovens feita pela Igreja da América Latina na Conferência de Puebla (1979) tem se desdobrado em inúmeras ações. A Igreja do Brasil dedicou duas Campanhas da Fraternidade à juventude. Em 1992, com o lema “Juventude, caminho aberto!” e, neste ano de 2013, “Eis-me, aqui. Envia-me!”.

 

O episcopado brasileiro, em documento de 2007, intitulado Evangelização da Juventude – Desafios e Perspectivas Pastorais, afirma: “A juventude mora no coração da Igreja e é fonte de renovação da sociedade”. Nestes meses, inúmeros jovens preparam a Semana Missionária e a Jornada Mundial da Juventude.

 

A Arquidiocese de Belo Horizonte, na mesma direção, mantém o Secretariado Arquidiocesano de Juventude (SAJ) com o objetivo de promover a evangelização dos jovens através da comunhão e articulação da multiplicidade de experiências com a juventude. Nossa Igreja deseja que os jovens se tornem discípulos missionários de Jesus Cristo, tenham vida plena e sejam protagonistas na construção de um mundo fraterno.

 

No período recente do conclave e em ação de graças pela eleição do Papa Francisco, muitos jovens se reuniram na Praça do Papa para rezar. Com este espírito é que, no Domingo de Ramos, 24 de março, a partir das 14 horas, vamos celebrar na Praça do Papa a Jornada Arquidiocesana da Juventude.

 

Tendo na memória as palavras do beato João Paulo II a juventude da Arquidiocese de Belo Horizonte quer, mais uma vez,  simbolicamente abraçar o Papa Francisco e fazer chegar até ele sua mensagem: “Santo Padre, conte conosco para a realização de tua missão! E nós contaremos contigo para realizar nossa missão!”.

+ João Justino de Medeiros Silva
Bispo Auxiliar de Belo Horizonte