Você está em:

#SolidariedadeEmRede: famílias recebem o amparo de iniciativa que reúne paróquias da Arquidiocese de BH

As paróquias da Arquidiocese de Belo Horizonte têm se organizado neste tempo de pandemia para oferecer ajuda aos mais pobres. O apoio emergencial é oferecido aos que enfrentam problemas de saúde e também a quem sofre o impacto da grave crise econômica desencadeada pela pandemia. Doações de cestas básicas, orientações sobre direitos, amparo psicológico e espiritual são alguns serviços disponibilizados, em diferentes regiões da Capital Mineira e de sua região metropolitana de Belo Horizonte.

Saiba como participar

O Vicariato Episcopal para Ação Social, Política e Ambiental da Arquidiocese de Belo Horizonte, a serviço das paróquias no desenvolvimento de ações solidárias, é referência para os que desejam integrar esta rede. De acordo com o vigário episcopal para Ação Social, Política e Ambiental da Arquidiocese, padre Júlio Amaral, o vicariato contribui para aproximar as paróquias e, assim, favorecer, a partilha de experiências. “A rede mantida pelo Vicariato também é importante ponto de apoio para que as paróquias encontrem soluções para seus muitos desafios no amparo aos mais pobres”, explica o sacerdote.

Importante:

1) Os donativos passam por processos de limpeza e ficam armazenados por três dias, tempo necessário para evitar eventuais contaminações pela covid-19, conforme orientação das autoridades de saúde.

2) Voluntários recebem equipamentos de segurança e são orientados para permanecerem em segurança e, ao mesmo tempo, evitarem a propagação do novo coronavírus.

VOLUNTÁRIOS:

Deseja ajudar? Preencha o formulário disponível neste link: http://encurtador.com.br/nuCF1

 

DOAÇÕES ELETRÔNICAS

Faça a transferência e envie o comprovante para o e-mail financeiro@providens.org.br ou para o WhatsApp, no número (31) 98978.9390:

• Mitra Arquidiocesana de Belo Horizonte
Banco do Brasil – Conta corrente: 45 325 – 0 / Agência 3495 – 9 (CNPJ: 17.505.249/0280-80)

• Providens – Ação Social Arquidiocesana
Banco Itaú – Conta corrente: 04152-6 , Agência 1403, (CNPJ – 17.272.998/0001-86)

 

PONTOS DE DOAÇÃO:

Para a entrega de donativos (alimentos, produtos de higiene, agasalhos e cobertores) e o cadastro de voluntários (pessoas dispostas a ajudar na separação e entrega das doações, psicólogos, advogados e outros especialistas que possam doar seus serviços aos pobres):

• Basílica Nossa Senhora de Lourdes – rua Espírito Santo, 1573 – estacionamento do Edifício Claret – De segunda a sexta-feira das 8 às 17h – Telefone: 3213-4556

• Catedral Cristo Rei, Av. Cristiano Machado, 11910, bairro Juliana. Observação: donativos devem ser entregues ao porteiro na Rua Campo Verde, 150.

• Colégio Espanhol Santa Maria Minas – Unidade Cidade Nova – Rua Prof. Costa Chiab, 15, b. Cidade Nova, BH – Das 9 às 15h. Telefone: (31) 3489-8800

• Colégio Pio XII – Rua Alvarenga Peixoto 1735 – Santo Agostinho / (31) 3337-3254 / de segunda à sexta, das 8h às 18h.

• Colégio Santa Maria Minas – Unidade Coração Eucarístico – Rua Itutinga, 240, b. Coração Eucarístico, BH – Das 9 às 15h. Telefone: 3419-2700

• Colégio Santa Maria Minas – Unidade Floresta – Rua Jacuí, 237, b. Floresta, BH – Das 9 às 15h. Telefone: (31) 3449-5500

• Colégio Santa Maria Minas – Unidade Medianeira – Rua Itabirito, 333, Santa Efigênia, BH – Das 9 às 15h. Telefone: (31) 3257-6700

• Colégio Santa Maria Minas – Unidade Nova Suíça – Rua Lindolfo de Azevedo, 345, Portaria 1, b. Nova Suíça, BH – Das 9 às 15h. Telefone: 3319-3400

• Colégio Santa Maria Minas – Unidade Pampulha – Rua Adelina de Sales Pereira, 273, b. Pampulha, BH – Das 9 às 15h. Telefone: 3439-3500

• Forania São Dimas – Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe – Rua Dr. Sylvio Menicucci, 70 – Castelo, Belo Horizonte – MG / (31) 34768692 / Na secretaria, às quartas-feiras, o dia todo.

• Forania São Francisco das Chagas – Paróquia Nossa Senhora Rainha da Paz – Rua Iraci Carneiro, 251 – Caiçara / (31) 2555-3828. De quarta a sexta das 9 às 17 horas. Telefone: (31) 2555-3828.

• Forania São João Batista – Paróquia São Sebastião – Rua Úrsula Paulino 1555 – Betânia / (31) 3383-1996 / terça a sexta, de 16h30 às 19h30; sábado das 8h às 12h / ou Comunidade Missionária de Villaregia (Rua das Canoas 461 – Estrela do Oriente) / (31) 3383-1545, das 9h às 19h.

• Forania São João Bosco – Paróquia São João Bosco – Av. Ivai 1283 – Dom Bosco, bairro Dom Bosco / (31) 3417-6634.

• Forania São José do Calafate – Paróquia São José do Calafate – R. Cachoeira do Campo, 66 – Calafate, Belo Horizonte / – (entregar no Naasp da Forania São José) / São José (31) 3332-1299 / Dias de terça, quarta e quinta das 10h às 14h

• Paróquia Bom Jesus do Vale – Av. Dimas Henrique de Freitas, 378, Vale do Sereno, Nova Lima – Telefone: (31) 3694-3034

• Paróquia Cristo Operário – rua Tristão da Cunha, 103 Planalto, BH – De segunda a sexta de 8 às 12h e de 14 às 18h – Telefone: (31) 3494-1444

• Paróquia Jesus Ressuscitado – Av. Flor de Seda, nº 1200, bairro Lindéia – BH / Quarta a sexta de 8 às 12h e das 13 às 17h; sábado das 8 às 12h / (31) 3385-2209

• Paróquia Nossa Senhora Aparecida – Rua Desembargador Bráulio, Alto Vera Cruz, BH – De segunda a sexta-feira das 15h30 às 19h

• Paróquia Nossa Senhora Aparecida – Rua Guruá, Boa Vista, BH – Telefone (31) 3488-9996

• Paróquia Nossa Senhora Aparecida – Rua Luiza Efigênia Silva, nº 60, Camargos, BH – Sede dos Vicentinos / De Segunda, quarta e sexta das 16h às 18h / (31) 3333-6613

• Paróquia Nossa Senhora da Anunciação – Rua Cabedelo, 15 – Bairro São Gabriel – Terça-feira a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h30 às 17h e sábados das 8h às 12h / (31) 3493.3033

• Paróquia Nossa Senhora da Consolação e Correia – Rua Bernardo Guimarães, 2.700 – Santo Agostinho – De segunda a sexta de 8 as 13h – Telefone: 3337-3033.

• Paróquia Nossa Senhora da Paz. Rua Aniri, 94, bairro Guarani – De segunda a sexta-feira de 13 às 19h – Telefone 3433-0476

• Paróquia Nossa Senhora da Piedade – Rua Daniel Lopes de Faria, nº 211, bairro Industrial, BH / De quarta a sexta das 9 à 12h / (31) 3386-7800

• Paróquia Nossa Senhora de Fátima – Praça Carlos Chagas (Praça da Assembleia), 33, Santo Agostinho. Telefones: (31) 3291-5053, (31) 98756-1082 e (31) 98634-2015.

• Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe – Rua Maria Gertrudes Santos, 23 – Céu Azul – BH – Por meio de agendamento.Telefone: (31) 98807-9420.

• Paróquia Nossa Senhora do Bom Conselho – Rua Osvaldo Lima e Silva, nº 121, bairro Cardoso – BH / De segunda a sexta-feira das 13h30 às 18h30 / (31) 3336-5260.

• Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro – Rua Nova Granada, 55, bairro Boa Vista, BH – De segunda a sexta-feira das 8 às 12h.

• Paróquia Nossa Senhora do Rosário da Pompeia – Rua Iara, 171, Bairro Pompeia – De segunda a sexta-feira na secretaria de 9 as 13h e na portaria do convento de 8 as 19h. Telefones: (31)3467-4848 / (31) 3889-4980

• Paróquia Nossa Senhora Medianeira e Santa Luzia – Rua João Gomes, 157 Bairro Santa Efigênia – De segunda a sexta-feira de 13 as 18h – Telefone: 3463-9874.

• Paróquia Sagrada Família – R. Costa Monteiro, 767, bairro Sagrada Família, BH – De segunda a sexta é das 13h às 19h – (31) 3461-1079

• Paróquia Sagrado Coração de Jesus – Av. Carandaí, 1010, Funcionários, Belo Horizonte. Telefone: (31)3222-1817

• Paróquia Santo Antônio – Rua Pernambuco, 840 – Funcionários, BH – De segunda a sexta das 8h às 19h e sábado de 8h às 12h / Telefones (31)3261-5622 e 3261-6160

• Paróquia Santo Antônio da Pampulha – Praça Santo Antônio, 02 – Aeroporto/Jaraguá – De terça a sexta: 08h às 11h e das 14h às 19h e sábado: 16h às 19h / (31) 3427-2866

• Paróquia São Braz – Rua do Mercado, 114, bairro Conjunto Santa Maria – De segunda a sexta-feira, do meio-dia às 16h. Telefone: (31) 3297-1979

• Paróquia São Geraldo – Av. Itaite, 530, bairro São Geraldo – De terça a sexta-feira, das 18h às 19h30. Sábado e domingo de 17h30 às 19h – Telefone: 3487-1614

• Paróquia São José  – Rua Tupis, 164, bairro Centro – De segunda a sextas feira de 8h às 17h – Telefone: (31)3273-5714.

• Paróquia São José Operário – Rua Oliveira Fortes, 25, bairro Aarão Reis – De segunda às sextas feiras de 14:30 às 17h – Telefone: (31)3445-2777 / 3433-0323

• Paróquia São Judas Tadeu – rua José Basílio, 100, Palmeiras, BH – De segunda à sexta-feira de 8 às 12h e de 13 às 17h – Telefone (31) 33121387

• Paróquia São Judas Tadeu – rua José Basílio, 100, Palmeiras, BH – De segunda à sexta-feira de 8 às 12h e de 13 às 17h – Telefone (31) 33121387

• Projeto Providência Fazendinha – Avenida Mém de Sá, 2020, Aglomerado da Serra – das 9 às 13 horas – Telefone (31) 3283-1949

• Projeto Providência Taquaril – Rua Alair Pereira da Silva, 100, b. Taquaril – das 9 às 13 horas – Telefone (31) 3483-3887

• Projeto Providência Vila Maria – Rua D, 300, Jardim Felicidade, BH – das 9 às 13 horas – Telefone (31) 3493-5227

• Santuário Arquidiocesano da Saúde e da Paz – rua Padre Eustáquio, 2405, bairro Padre Eustáquio, BH – De segunda a sexta-feira de 7 às 17h – Telefone: (31) 3462.6557
• Santuário Arquidiocesano de Adoração Perpétua Nossa Senhora da Boa Viagem – rua Sergipe 175, bairro Funcionários, BH / De segunda a sexta das 8 às 17h / (31) 3222-2361

• Santuário Arquidiocesano São Judas Tadeu – R. Macaé, 629 – Graça, BH, das 10h às 15h – Telefones 2526-4164 / 2526-4648
• Santuário Arquidiocesano São Paulo da Cruz – Praça Domingos Gatti, S/N – Barreiro de Baixo – Belo Horizonte – MG – Tel: (31) 3384-1794 – Horário: das 10h às 17h / (31) 3384-1794

• Vicariato Episcopal para Ação Social, Política e Ambiental (Veaspam) – rua Além Paraíba, 208 – bairro Lagoinha, BH / Das 8 às 16 horas / (31) 98744-9141 / (31) 98818-7076

• Colégio Santa Maria Betim Minas – Rua do Rosário, 1.081, b. Angola, Betim. Das 9 às 15h. Telefone: (31) 3539-6950

• Paróquia Maria Mãe dos Pobres – Av. Belo Horizonte, nº 1563, bairro Jardim Teresópolis, Betim. De terça a sábado, das 8h às 12h – (31) 3591-2207.

• Paróquia Nossa Senhora do Carmo – Av. Nossa Senhora do Carmo, nº 122 – Centro – Betim – MG – Tel: (31) 3531-1176 – Horário: das 8h às 12h. / (31) 3531-1176

• Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro – Praça Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, s/nº, bairro Bom Retiro – Betim / Sábado das 9 às 10h / (31) 3596-9214

• Paróquia Nossa Senhora do Rosário e São Sebastião – Rua Conceição da Silva, nº 13, bairro Vianópolis Betim / Segunda a sexta das 8h30 às 17h30 e sábado das 8h às 12h / (31) 3530-9519

• Paróquia São Cristóvão – Rua Volta Redonda, nº 157, bairro São Cristóvão, Betim – Terça e Quarta-feira das 8 às 12h – Quinta e Sexta-feira das 12h às 17h e sábado de 8h às 12h – Telefone: (31) 97360-7399 e (31) 99497-9299

• Paróquia São Francisco de Assis – Praça dos Expedicionários, S/N, Angola, Betim – MG – Tel: (31) 3531-2939 – De segunda a sexta-feira, das 14h às 17h / (31) 3531-2939

• Paróquia São Pio de Pietrelcina – Av. Tapajós, nº 830, bairro São Caetano – Betim / Terça a sexta, das 13 às 17h e sábado, das 8 às 12h / (31) 2591-4915

• Cúria da Região Episcopal Nossa Senhora do Rosário – Rua Coronel Alberto Cambraia, N º 140, bairro Santa Cruz, Brumadinho – De segunda a sexta-feira, das 9h às 11h e das 14h às 17h. (31) 3571-1300

• Paróquia Nossa Senhora da Piedade – Praça da Matriz, s/nº, Piedade do Paraopeba, Brumadinho – De terça a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 16h e sábado, das 8h às 12h e das 13h às 15h / (31)3571-5071

• Paróquia Nossa Senhora do Bom Sucesso – Praça da Matriz s/n – Caeté – De segunda a sábado, das 9h às 17h – (31) 3651-6677

• Paróquia São Francisco de Assis – Praça da Matriz São Francisco de Assis, 1, bairro José Brandão, Caeté – De segunda a sexta-feira das 14h às 18h.Telefone: (31)3651-1145

• Paróquia São João Paulo II – Rua Joaquim Gonçalves de Barros, 441, Bonsucesso, BH – As doações podem ser entregues em uma das sete Igrejas da Paróquia, diariamente, das 13h às 15h – (a) Igreja Nossa Senhora das Graças (Rua Antônio Aleixo Guerra, s/nº, Bonsucesso); (b) Igreja São Judas Tadeu (Rua Solo Negro, 279, Jardim Bandeirantes); (c) Igreja N. Sra da Conceição (Rua Agostinho Nunes de Melo, 255, Pito Aceso); (d)
Igreja Santo Antônio (Rua José Roberto, 238, Deschamps); (e) Igreja Santo Antônio (Distrito de Rancho Novo); (f) Igreja Divino Espírito Santo (rua Antônio dos Santos, 732, Bela Vista) – Telefone: (31) 36517447

• Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade – Padroeira de Minas Gerais – (31) 3651-6335

• Colégio Santa Maria Minas – Unidade Contagem – Rua Rio Comprido, 4.580, b. Cinco, Contagem., das 9 às 15h. Telefone: 3399-1200

• Cúria Regional Nossa Senhora Aparecida – Av. Babita Camargos, 1083 – Cidade Industrial, Contagem, MG – De segunda à sexta-feira das 8h às 12h e das 13h às 17h. Telefone: 973083649

• Forania São Sebastião – Paróquia Verbo Divino – Coleta em todas as igrejas das comunidades. Referência: Rua Águas Marinhas, 11, Bairro Carajás – Contagem. (31) 3397-8571 / De segunda a sexta-feira, das 8h às 12h.

• Paróquia Jesus Operário – Rua Refinaria Cubatão, nº 263, bairro Petrolândia – Contagem / Terça a sábado das 13 às 17h / (31) 3397-9275

• Paróquia Nossa Senhora das Dores – Rua Antônio de Pádua Pinto, nº 355, bairro Santa Helena, Contagem – De segunda à sexta-feira de 14 às 18h e sábado das 9 às 12h – Telefone: (31) 98679-2666

• Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro -Av. Água Branca, 283 – Jardim Bandeirantes – Contagem – MG – Segunda à sexta-feira das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30 – Telefone : (31) 3353-1699

• Paróquia Nossa Senhora do Rosário – Rua Cristóvão Macedo, nº 578, bairro Alvorada – Contagem / Terça a sexta das 8 às 17h e sábado de 8 às 11h / (31) 3353-6969

• Paróquia Nossa Senhora do Sagrado Coração – Rua Manoel Gonçalves Rezende, nº 155 – Inconfidentes – Contagem – MG – Tel: (31) 3361-2098 – Horário: das 15h das 18h.

• Paróquia Nossa Senhora do Sagrado Coração – Rua Manoel Gonçalves Rezende, nº 155, bairro Inconfidentes, Contagem / Quartas das 15 às 18h / (31) 3391-8109

• Paróquia Sagrado Coração de Jesus – Rua Rio São João, nº 172, Riacho, Contagem / Segunda a sexta das 9 às 15h

• Paróquia Santa Cruz – Praça Paris, nº 130, bairro Santa Cruz, Contagem / Quarta a sexta das 9 às 12h / (31) 3351-3032

• Paróquia Santa Edwiges – Rua Tereza Cristina, s/nº, bairro Bernardo Monteiro, Contagem / Segunda a sábado das 8 às 11h / (31) 3398-7801

• Paróquia Santo Agostinho – Rua Marte, nº 205, Jardim Riacho das Pedras, Contagem / Quarta a sexta das 14 às 18h / (31) 3396-1833

• Paróquia São Gonçalo – R. Bueno Brandão, 40 – Centro, Contagem – MG – de terça a sexta-feira das 13h às 19h e sábado das 8h às 12h – (31) 3398-1504.

• Paróquia – Rua Quinze, nº 29 – Novo Retiro, Esmeraldas – MG.  Terça e Quinta-feira, das 17h às 19h, e Domingo. das 9h às 11h30. Telefone: (31) 3538-0446

• Paróquia Santa Quitéria Esmeraldas – Praça Getúlio Vargas, nº 44, Centro, Esmeraldas, MG – De segunda a sexta-feira, das 8h às 18h – (31) 3538-1555

• Paróquia Nossa Senhora das Graças – Rua José Pedro, 174 – Central Park- Ibirité – MG; De 9 às 17h – Telefone: (31) 3533-1204

• Paróquia Nossa Senhora das Mercês – R. Tabajara, 580, Lago Azul, Ibirité – de terça a sexta-feira de 08h às 11h – (31) 3533-2966

• Paróquia São Judas Tadeu – Rua Almeida Garret, nº 45, bairro Washington Pires – De segunda à sexta-feira das 13 às 18h – Tel: (31) 3598-4040.

 

.

• Paróquia Nossa Senhora da Saúde – Praça dr. Lund, 160, Centro, Lagoa Santa – De segunda a sexta-feira de 9 às 12h e de 13 às 17h – Telefone: (31) 3681-1510

• Colégio Santa Maria Minas – Unidade Nova Lima – Avenida Rio Branco, 333, Centro, Nova Lima – Das 9 às 15h. Telefone: (31) 3589-5700

• Paróquia Nossa Senhora do Pilar – Praça Bernardino de Lima, centro, Nova Lima – Segunda a sexta-feira, das 10h às 16h. Telefone: (31) 3541 744

. Paróquia Nossa Senhora da Conceição – rua Padre Antônio Maria 41, Centro, Raposos – De terça a sábado de 10h às 16h – Telefone: (31) 3543 1284

 

 

• Paróquia Nossa Senhora das Neves – Rua Etelvina Maria de Souza, 5 – Centro – Ribeirão das Neves – Tel.: 3625-0495 / De terça a sexta-feira, das 8h30 às 15h

• Paróquia Santo Inácio de Loyola e São Judas Tadeu – rua Santo Inácio de Loyola n 376, bairro Maria Helena, Ribeirão das Neves – De terça a sexta de 14 às 18h – sábado de 8 às 12h – Telefone: 3456-8103

• Paróquia Santo Antônio de Rio Acima – R. José Gonçalves dos Santos, 59-83, centro, Rio Acima – Telefone: (31) 3545-2224

• Paróquia Nossa Senhora da Conceição – Praça Getúlio Vargas, s/n – Siderúrgica, Sabará – De segunda a sexta-feira, das 8 às 12h e das 14 às 17h

• Paróquia São Sebastião – Rua Minas Gerais, s/n – General Carneiro, Sabará – De segunda a sexta, das 7h30 às 11h30 e das 14h às 18h – Telefone 3671-7001. E na Comunidade São José Operário – rua Santos Dumont nº 588 – Vila Rica – Praça Primeiro de Maio

• Paróquia Santíssima Trindade – pontos de coleta: (a) rua Geraldo Coelho de Freitas, 166; (b) Igreja Nossa Senhora da Paz – avenida Antonio de Pinho Tavares, 397 – Cristina B. (c) Outros pontos: www.parsantri.com – De segunda a sexta-feira de 14 às 19h – Telefone: (31) 36365425 e 9 8338 9005

• Santuário Arquidiocesano de Santa Luzia – Rua Direita, s/nº – Centro – Santa Luzia – Tel.: (31) 3641-5050 / De segunda a sexta-feira, das 8h às 18h

• Paróquia Nossa Senhora de Lourdes – Praça Professora Júlia Chalita, 64 – Lourdes – Vespasiano – Tel.: 3621 1583 / De segunda a sexta-feira, das 12h às 18h

Vamos juntos compartilhar Solidariedade em Rede? 
Utilize os materiais abaixo:

Você está em:

Momentos difíceis vividos pela humanidade, a exemplo deste tempo de pandemia, escancaram fragilidades e produzem novas feridas, mas carregam também lições a serem aprendidas e exercidas para se conquistar um novo estilo de vida. Sem novo estilo de vida não se alcança um novo ciclo da história. Nessa perspectiva, a importante mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial da Paz 2022, alentando esperanças indispensáveis no coração da humanidade, traz oportuna indicação: dialogar é uma exigência para se alcançar aprendizados, especialmente quando se considera a tarefa cidadã, de todos, de se constituírem artesãos da paz. A arquitetura da paz é um engenho complexo que demanda o trabalho de qualificados artesãos. Essa convicção precisa ser cada vez mais partilhada, para que se ganhe tempo e rapidamente sejam obtidas metas corretivas, propostas assertivas.

Na contramão do caminho para o diálogo, pessoas e grupos insistem na adoção de práticas que se limitam a acusações. Dizem que agem dessa maneira para defender a ortodoxia, ou mesmo para construir algo novo. Resumidamente, pensam que podem cuidar do que é essencial, intocável e inegociável por meio da rigidez, pelo uso de discursos bélicos que buscam a desmoralização daqueles com quem estabelecem relação de discordância, muitas vezes desrespeitando os limites legais. É preciso ter clareza: o artesão da paz tergiversa, defende, discute, discorda, mantendo como propósito uma perspectiva edificante, no horizonte que orientou o apóstolo Paulo. O apóstolo, grande artesão da paz, explica o seu método de agir: tudo fazer para que todos sejam de Cristo.

O tom beligerante das relações tem se tornado comum, evidenciando falta de competência dialogal e, consequentemente, incapacidade para ser artesão da paz. Esse tom é manifestação de desespero, levando à ridicularização daqueles que o adotam, por não conseguirem manter adequado nível de conversação. As inquietudes deste tempo, os incômodos e os descompassos precisam de diálogos qualificados, remédios para entendimentos equivocados. Há uma tendência recorrente de se evitar o diálogo capaz de promover as renovações demandadas pela humanidade. Isso porque muitos pensam que não precisam mudar, quando, na verdade, todos devem almejar se tornar pessoas melhores, corrigindo os próprios descompassos, em um processo que ajuda a encontrar as respostas para problemas sociais. Constata-se, assim, que no lado oposto do perigoso laxismo contracena outra ameaça: um rígido moralismo que inviabiliza qualquer tipo de nova e adequada postura por um bem maior.

Muitos daqueles que pretendem defender contextos institucionais, resgatar a verdade e reconquistar horizontes inspiradores permitem-se promover a desmoralização, valendo-se de clichês que levam a esterilidade a seus próprios discursos. Embora se apresentem como defensores e guardiões da verdade, não conseguem expressar a beleza dessa verdade que dizem defender – não agem como artesãos da paz. Dentre os equívocos que cometem, está uma análise contaminada que considera tudo pior nos tempos atuais, evocando um passado paradisíaco que nunca existiu.  Faltam, pois, argumentos capazes de gerar convencimento, ou indicações de mudanças necessárias. Ao invés disso, investe-se em “propaganda enganosa” ou promessas incapazes de serem cumpridas.

A urgente mudança de rumo na sociedade, a autêntica fidelidade doutrinal e institucional, o adequado compromisso com a preservação da casa comum e da família, na sua identidade e missão, dependem da arte dos diálogos, pois o mundo precisa de artesãos da paz. Ser artesão da paz é dom, tarefa e missão. Dom porque corresponde à condição de todos – filhos e filhas de Deus – dignidade maior e inigualável, princípio determinante para reger as relações entre pessoas, assumindo o compromisso da fraternidade universal. Tarefa por incluir o dever de se considerar sempre aprendiz, com dose cotidiana de humildade, para não se deixar cair na soberba que inviabiliza a capacidade de saber ouvir, inclusive aqueles que pensam diferente, até mesmo adversários, tendo no horizonte a meta de edificar a paz, pela justiça e solidariedade.

Por fim, ser artesão da paz é missão, pois, racional e espiritualmente, o sentido do viver humano é ir ao encontro do outro. Não é viver para si, com suas coisas, enjaulado simplesmente nas circunstâncias das próprias afinidades, alimentando o egoísmo e a mesquinhez. Todos têm a missão de nunca sossegar na laboriosa e cotidiana tarefa de restabelecer as relações entre as pessoas, grupos e instituições, com a convicção de que a paz é o caminho para a entrada definitiva no Reino de Deus. Um caminho que, para ser pavimentado, depende que prevaleçam, na humanidade, aqueles que são artesãos da paz.

Dom Walmor Oliveira de Azevedo

Arcebispo metropolitano de Belo Horizonte

Presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB)

 

Ilustração: Jornal Estado de Minas