Você está em:

Professores da PUC lançam livros da Coleção Mineiriana – 9 de agosto

O Cabido da Sé de Mariana (1745 – 1820): documentos básicos e Dicionário Bibliográfico Brasileiro – Edição Eletrônica, dois novos títulos da Coleção Mineiriana, serão lançados no dia 9 de agosto, a partir das 19h, na Academia Mineira de Letras. A primeira obra é organizada pelo historiador, professor da PUC Minas e UFMG, além de universidades em Portugal, Caio Boschi, e, a segunda, pela professora do Programa de Pós-Graduação em Letras da PUC Minas e de Literatura Brasileira da UFMG, Melânia Silva de Aguiar.

O Cabido da Sé de Mariana (1745 – 1820): documentos básicos

A publicação, composta pela transcrição de quatro manuscritos raros pertencentes ao Arquivo Eclesiástico da Arquidiocese de Mariana e ao Arquivo Nacional da Torre do Tombo, em Lisboa, relata a atuação da Igreja Católica em Minas Gerais no período colonial.

Esta edição apresenta, de forma inédita, a integralidade dos registros documentais, facilita o acesso a informações que não são de ampla consulta e promove o conhecimento de manuscritos de difícil legibilidade.

O professor Caio Boschi é referência quando o assunto são as instituições religiosas em Minas Gerais. Na obra, o professor realizou um minucioso trabalho de transcrição desses raros documentos, a fixação dos textos e o estudo introdutório.

Os dois primeiros textos documentais, relativos à criação e à estruturação do cabido da Sé Marianense, são compostos por bulas papais, breves apostólicos e, sobretudo, pelos estatutos da Sé Catedral, abrangendo o período da inauguração da instituição até as vésperas da emancipação política do Brasil.

Os dois textos seguintes tratam da rotina da instituição e são constituídos pelos registros de atas, acórdãos, decisões e deliberações tomadas pelos membros da corporação.

Dicionário Bibliográfico Brasileiro – Edição Eletrônica

A obra é de autoria de Sacramento Blake. A professora Melânia Silva de Aguiar organizou, fez o estudo crítico e notas da publicação.

Obra valiosa de referência bibliográfica já esgotada, lista aproximadamente 4.600 autores de diversas áreas do conhecimento, da história política aos trabalhos sobre música e engenharia, dos livros de poesia aos tratados de direito e compêndios de medicina, entre outros, reunidos em sete volumes publicados entre 1883 e 1902.

A edição eletrônica disponibiliza as informações contidas nas quase 3.400 páginas do dicionário original, por meio de um ágil sistema de consulta que dá acesso ao nome e ao sobrenome do autor procurado, a seu pseudônimo ou titulação, ao local de nascimento, à formação e às obras publicadas, entre as muitas possibilidades.

Além da consulta eletrônica e de acesso rápido a associações de chamadas oferecidas ao pesquisador, trata-se de uma edição atualizada no que diz respeito à ortografia, o que traz ao leitor uma facilidade maior de leitura.

As obras estarão disponíveis para venda na sessão de lançamento e, a partir de 10 de agosto, na Editora PUC Minas (rua Dom Lúcio Antunes, 180, anexo 256, bairro Coração Eucarístico, Belo Horizonte) e nos demais pontos de venda da Editora, que podem ser consultados no site www.pucminas.br/editora.

A Academia Mineira de Letras fica na rua da Bahia, 1.466, Centro, Belo Horizonte/MG.