Você está em:

Pesquisa da Pastoral da Rua é referência para reportagem de jornal

O jornal Estado de Minas desta quarta-feira publicou uma reportagem sobre o crescimento de moradores de rua em Belo Horizonte e citou levantamento feito pela Pastoral de Rua da Arquidiocese de Belo Horizonte. A estatística mostra crescimento no número pessoas que vivem pelas ruas da cidade. Em 2006, de acordo com a prefeitura, eram 1,1 mil pessoas. Atualmente, são 2 mil, segundo a Pastoral.

Especialistas ouvidos pela reportagem do jornal apontam o aumento no consumo de drogas, “com seu devastador poder de desagregação familiar e social”, como o principal responsável pelo crescimento da população que vive nas ruas. “Não são os moradores de rua que consomem drogas, são consumidores de drogas que passaram a morar nas ruas”, explica Warley Silva, do Serviço de Abordagem da PBH.