Você está em:

Inscrições abertas para os Prêmios de Comunicação da CNBB

Estão abertas as inscrições para os Prêmios de Comunicação 2011, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

A premiação contempla os trabalhos produzidos para o Rádio, com o Microfone de Prata; a imprensa com o Prêmio Dom Helder Câmara; as produções feitas para o Cinema, contempladas pela Margarida de Prata; e Televisão, com o Prêmio Clara de Assis.

A CNBB premia os melhores trabalhos publicados entre 1º de março de 2010 e 31 de maio de 2011, cujos objetivos coincidam com valores humanos, cristãos e éticos.

A assessora do Setor de Comunicação Social da CNBB, irmã Elide Fogolari, incentiva os comunicadores a se inscreverem no concurso que tem como um dos objetivos dar visibilidade aos trabalhos culturais produzidos a partir de valores positivos. “É importante que as pessoas se inscrevam porque através dessa premiação muitos trabalhos com valores éticos, humanos e cristãos aparecem e ganham visibilidade no mercado”, disse a assessora.

Irmã Elide também comentou que os Prêmios de Comunicação da CNBB, ao optar por premiar trabalhos voltados para esses três valores, diz não à “banalidade de notícias sensacionalistas” e produções que não valorizam a dignidade humana e a ética. “As pessoas sentem a necessidade de ver produções culturais positivas, uma vez que a grande imprensa divulga muitas notícias banalizadas e sensacionalistas; trabalhos preocupados com valores têm pouca visibilidade; por isso, os Prêmios da CNBB vêm para dar destaque a essas produções que merecem ser vistas e premiadas”.

A entrega dos prêmios ocorrerá no dia 19 de julho de 2011, no Mutirão Brasileiro de Comunicação, no Rio de Janeiro (RJ). Mais informações no hotsite http://www.cnbb.org.br/premioscomunicacao/hotsite.html.

O Prêmio

Criado em 1967, o Prêmio é um esforço da CNBB para promover as produções culturais que contemplam os valores humanos, éticos e cristãos nas categorias Rádio, imprensa, televisão e Cinema.

Na categoria Rádio será concedido o “Prêmio Microfone de Prata”, criado pela UNDA Brasil (União de Radiodifusão Católica), hoje Signis Brasil, em 1989, com o apoio da CNBB, com a finalidade de reconhecer a criatividade das produções radiofônicas.

O “Prêmio Dom Hélder Câmara de Imprensa”, foi criado pela Assessoria de Imprensa da CNBB em 2002, e tem como objetivo premiar profissionais da Imprensa escrita. O nome do Prêmio justifica-se porque dom Helder Câmara foi uma personalidade que muito contribuiu para a construção de uma comunicação em estreita aliança com a libertação do homem e elevação dos valores que dão fundamento a uma sociedade justa e igualitária.

O “Prêmio Clara de Assis” para a Televisão, por sua vez, foi instituído pela CNBB em 2005 com a finalidade de premiar produções televisivas nacionais e, o “Prêmio Margarida de Prata para o Cinema” foi criado em 1967 pela extinta Central Católica de Cinema (CNN), da CNBB. É considerado o primeiro prêmio destinado a reconhecer a importância dos profissionais de cinema. Nos mais de 40 anos de sua instituição, se firmou junto à classe cinematográfica brasileira como um dos mais importantes do país.