Você está em:

Cruz Peregrina da JMJ vai percorrer vilas e favelas de Belo Horizonte

A Cruz Peregrina e o Ícone de Nossa Senhora – símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) – vão percorrer as ruas do bairro Cabana, região oeste de Belo Horizonte, e do Aglomerado da Serra, região Centro Sul da capital. A Arquidiocese de Belo Horizonte recebe os símbolos da JMJ no dia 19 de novembro.

O Aglomerado da Serra e o bairro Cabana, juntos, concentram uma população superior a 100 mil habitantes. Grande parte vive em situação de vulnerabilidade e risco social. A Igreja Católica desenvolve importantes projetos nestas regiões, que objetivam a inclusão, o desenvolvimento cultural e social. No Aglomerado da Serra, entre outros projetos, a Arquidiocese de Belo Horizonte mantém a Associação Projeto Providência, que reúne cerca de 200 educadores e atende aproximadamente 3 mil jovens e crianças, inclusive de outras regiões, como a Vila Maria e o bairro Taquaril.

Já o bairro Cabana conta com uma importante iniciativa da Ordem dos Salesianos. O Centro Juvenil Dom Bosco promove atividades educacionais e culturais voltadas para jovens e crianças em situação de risco social. Teatro, capoeira, educação ambiental, curso de informática, oficinas de artesanato, música e expressão corporal são desenvolvidas por uma equipe multidisciplinar, que ainda oferece apoio pedagógico. O Centro Juvenil Dom Bosco também promove visitas domiciliares e acompanhamento de famílias em situação de vulnerabilidade.

A presença dos símbolos da JMJ – a Cruz Peregrina e o Ícone de Nossa Senhora – no Aglomerado da Serra e no bairro Cabana, vai alimentar a fé e a espiritualidade que animam estes projetos da Igreja. Iniciativas que, acima de tudo, buscam a defesa da vida.