Você está em:

Campanha Junho Verde: Iniciativa da CNBB torna-se lei nacional

Mineração avança sobre a Serra da Piedade: Campanha Junho Verde busca promover ações socioeducativas sobre a necessidade de se preservar o planeta

Inspirada na Carta Encíclica Laudato Si’ – sobre o cuidado com a casa comum, do Papa Francisco, a Campanha Junho Verde agora é Lei, sancionada na segunda-feira, 4 de julho, pela Presidência da República. A Campanha nasceu por iniciativa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), com o objetivo de incentivar ações socioeducativas, a partir de investimentos do poder público nas esferas municipal, estadual e federal, para promover formação sobre a necessidade de se promover a ecologia integral.

A Carta Encíclica Lautado Si’ destaca que tudo no planeta está interligado. Assim, problemas ambientais estão diretamente relacionados às crises sociais que ameaçam a humanidade, a exemplo da pobreza, da fome e do surgimento de pandemias, além das graves consequências relacionadas às mudanças climáticas. Com o documento, publicado em junho de 2015, o Papa Francisco ressalta que a vivência da fé cristã pede o compromisso ético com a ecologia integral, promovendo a vida no planeta.

Proposto pela CNBB, o Projeto de Lei que institui a Campanha Junho Verde tramitou no Congresso Nacional, sendo aprovado por deputados e senadores, antes de receber a sanção presidencial. Agora que se tornou a Lei Federal 14.393, a expectativa é que possa contribuir para a formação de cidadãos no horizonte da Ecologia Integral, conforme explica o presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo: “Não podemos perder mais tempo, pois as mudanças climáticas, o aumento da pobreza e da desigualdade, o surgimento de novas ameaças à saúde humana se relacionam com o inadequado tratamento dedicado à Casa Comum. A exploração predatória sem limites, que leva à devastação ambiental, conduz a civilização a um perigoso caminho. É urgente uma reação, com a participação de todos, especialmente dos cristãos, que têm o compromisso de cuidar da Criação de Deus, conduta coerente com a fé em Jesus Cristo, atitude ética e cidadã.”

A seguir, a mensagem do Arcebispo sobre a aprovação da Lei Junho Verde