Você está em:

Arquidiocese de Belo Horizonte: 91 anos de história

A Arquidiocese de Belo Horizonte, uma das maiores do Brasil, completa 91 anos no próximo sábado, dia 11 de fevereiro. Momento de grande alegria para fiéis, religiosos, padres e bispos que participarão nesse dia da Ordenação Episcopal do monsenhor João Justino de Medeiros nomeado pelo Papa Bento XVI bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte. A celebração será realizada na Catedral Metropolitana de Santo Antônio, em Juiz de Fora (MG), cidade em que nasceu o monsenhor João Justino.

A Ordenação Episcopal será transmitida ao vivo pela TV Horizonte e Rádio América, emissoras da Arquidiocese de Belo Horizonte. A TV Canção Nova também vai veicular este importante momento, por meio de parceria com a TV Horizonte.

Os 91 anos da Arquidiocese de Belo Horizonte também serão celebrados na Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, bairro Lourdes, em missa transmitida ao vivo, às 15 horas pela Rádio América. Todas as paróquias da Arquidiocese de Belo Horizonte também estarão em Comunhão nesse momento.

Para levar o Projeto de Evangelização Igreja Viva, Sempre em Missão à população de seus 28 municípios mineiros, a Arquidiocese conta com uma ampla estrutura institucional, que inclui 268 paróquias, dez santuários, quatro fundações, veículos de comunicação e mais uma série de associações e comunidades.

A Diocese de Belo Horizonte foi efetivamente criada em 11 de fevereiro de 1921 pelo Papa Bento XV. Em 1º de fevereiro de 1924, o Papa Pio XI, através da bula “Amunus nobis ab Aeterno Pastorum Príncipe”, elevou Belo Horizonte à categoria de Arquidiocese e seu bispo a arcebispo. Na época, Belo Horizonte foi a terceira província eclesiástica de Minas Gerais.

Desde a sua criação, estiveram à frente da Arquidiocese os arcebispos: dom Antônio dos Santos Cabral, dom João Resende Costa, dom Serafim Fernandes de Araújo e, atualmente, dom Walmor Oliveira de Azevedo, que assumiu a Arquidiocese no dia 26 de março de 2004. O Arcebispo conta com a importante ajuda dos bispos auxiliares dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, dom Luiz Gonzaga Fechio, dom Wilson Luís Angotti Filho e, em breve, monsenhor João Justino de Medeiros.

Dom Walmor destaca a dimensão e missão da Arquidiocese: “A Arquidiocese de Belo Horizonte é um tesouro no coração católico de Minas Gerais. Sempre em comunhão reverente com outras dioceses e arquidioceses, também com ricas histórias, presentes no cenário sociopolítico, cultural e religioso da sociedade brasileira. É a fé anunciada e vivida ajudando, decisivamente, na configuração do tecido cultural de um povo, marcando-o com os valores imorredouros do Evangelho e de suas práticas, com força educativa e de sustento. Como escolas do Evangelho, com força para ajudar na cultura da vida, da solidariedade com os pobres e da espiritualidade, no trabalho agregador de homens e mulheres de boa vontade, para a construção de uma sociedade justa e fraterna”, ressalta o Arcebispo.

Confira as principais fotos das celebrações e eventos no Flickr da Arquidiocese.