Você está em:

Alunos da PUC promovem consciência ambiental durante as férias

Até o próximo dia 17 de julho, uma equipe de universitários da PUC Minas vai trocar as férias por uma importante missão: atuar em 19 cidades do interior de Minas, promovendo a conscientização de gestores locais e população sobre a importância do cuidado com os resíduos sólidos. O trabalho, desenvolvido por 260 universitários (204 são da PUC Minas), faz parte do Projeto Rondon Minas Resíduos, uma parceria entre a PUC Minas, por meio da Pró-reitoria de Extensão e o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e da Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam). Apoiam a iniciativa o Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis, o programa Minas sem Lixões, as Águas Igarapé e as prefeituras.

As atividades são divididas em três planos: político, técnico e social. Assim, os moradores e o poder público de Belo Vale, Carlos Chagas, Montezuma, Papagaios, Jampruca, Muriaé, Nova Era, Raposos, Piranguçu e das outras dez cidades podem esperar para os próximos dias atividades com foco em saúde, educação ambiental, cidadania, além da aplicação de seis mil questionários, que irão subsidiar planos governamentais tanto locais quanto estaduais e as próximas ações do projeto.

Cada cidade recebe 15 rondonistas. A composição das equipes é uma das novidades desta edição: 204 alunos da PUC Minas, 12 do Centro Universitário de Lavras (Unilavras), 14 da Fumec e 30 de instituições de São Paulo – PUC São Paulo, Faculdade de Medicina do ABC, Universidade Metodista de São Paulo (Umesp) e Centro Universitário Salesiano de São Paulo (Unisal). Dos coordenadores, 13 são ex-alunos da PUC Minas e participaram em outras intervenções do projeto. Também integram as equipes representantes do Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis, a fim de auxiliar nas ações de reaproveitamento de resíduos e instruções sobre coleta seletiva.

Para que seja possível atuar de forma multidisciplinar, as equipes são formadas por alunos e coordenadores oriundos de diversos cursos: Fisioterapia, Enfermagem, Serviço Social, Direito, Engenharia Civil, Engenharia Mecânica, Engenharia Mecatrônica, Engenharia Eletrônica e Telecomunicações, Engenharia de Produção, Educação Física, Ciência da Computação, Ciências Contábeis, Comunicação Social, Fonoaudiologia, História, Odontologia, Pedagogia, Sistema da Informação, Psicologia, Administração, Economia, Arquitetura, Turismo, Ciências Sociais e Biologia.

Os alunos participaram de capacitações para atuar em oficinas de formação humana e profissional, geração de renda, incentivo ao turismo, problemas ambientais, resgate da cultura local, fortalecimento organizacional, inclusão social e formação cidadã. Segundo a coordenadora do projeto, professora Mônica Abranches, participar do Projeto Rondon Minas é uma experiência que se leva para a vida inteira. ”Mais do que colocar em prática os ensinamentos da sala de aula, esses alunos aprendem com a realidade dos problemas sociais de cada cidade”, ressalta.

Projeto Rondon Minas

Um dos grandes projetos de extensão da PUC Minas, o Projeto Rondon Minas tem como foco intervenções sociais em municípios mineiros com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e/ou comunidades que apresentem demandas de trabalhos sociais em áreas de atendimentos de políticas públicas, com posterior execução das possíveis ações para o desenvolvimento delas.

O trabalho é realizado a partir das dificuldades e dos pontos de grande potencial que podem ser explorados para a melhoria da qualidade de vida da população, além de incentivar o desenvolvimento socioeconômico do município ou localidade.

As ações do Projeto Rondon Minas estão embasadas nos seguintes focos de atenção para o desenvolvimento dos trabalhos de campo: ações socioeducativas para famílias; capacitação profissional; geração de renda; fortalecimento organizacional e participação popular; mobilização da comunidade, visando à inclusão social e à formação cidadã; e resgate e valorização da cultura local.