Você está em:

Fiéis celebram com dom Joaquim Mol na Paróquia Santa Maria Mãe de Deus – neste domingo,15 de julho

Arquidiocese de Belo Horizonte celebra, com alegria, os 30 anos de sacerdócio de dom Joaquim Geovani Mol Guimarães, bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte.

Todos os fiéis das comunidades de fé da Arquidiocese são convidados a participar da Celebração Eucarística no domingo, às 19h30, dia 15 de julho de 2018, na Paróquia Santa Maria Mãe de Deus – Rua Francisca Leão Correia, 47, bairro União (Entre as Avenidas Cristiano Machado e José Cândido da Silveira,região do Minas Shopping).

30 anos de sacerdócio

Dom Joaquim Mol foi ordenado diácono no dia 5 de dezembro de 1987, por dom João Resende Costa, SDB, na Paróquia Cristo Luz dos Povos, em Belo Horizonte; e presbítero no dia 16 de julho de 1988, por dom Irineu Danelon, SDB, em Ponte Nova. Destinado a Jaciguá, Diocese de Cachoeiro do Itapemirim (ES) , foi Vigário Paroquial da Paróquia São João Batista e, depois, Pároco no ano de 1989. Retornou   a Belo Horizonte em 1990 para retomar os estudos. Os próximos do anos morou e trabalhou pastoralmente na Paróquia Cristo Luz dos Povos, da Inspetoria São João Bosco, concluindo  o mestrado em Teologia no Centro de estudos Superiores da Companhia de Jesus, com a tese “O Individualismo cultural e a vivência da fé cristã”.

Nessa mesma época, incardinou-se na Arquidiocese de Belo Horizonte, tornando-se administrador paroquial e depois pároco da Paróquia Santa Maria Mãe de Deus. A partir de 1992 iniciou o magistério no Ensino Superior de graduação e pós-graduação. Lecionou diversas disciplinas de teologia sistemática e teologia pastoral.

Dom Joaquim Mol foi coordenador do curso de Teologia e professor no ISTA (Instituto Santo Tomás de Aquino), centro de formação dos religiosos em Belo Horizonte, no IMACH (Instituto de Ciências Humanas Marista), no CEFAP (Centro de Formação de Agentes de Pastoral de Belo Horizonte) e no IFT (Instituto de Filosofia e Teologia) da PUC Minas (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais), onde presidiu o NET (Núcleo de Estudos Avançados em Teologia), o ISPAL (Instituto Superior de Pastoral) , tendo sido,ainda,  editor da Revista Horizonte.

Prestou assessorias a Congregações Religiosas e Dioceses em assembleias e cursos. Assessorou a CNBB Nacional, o Grupo de Reflexão Bíblico-Catequética e o Instituto de Pastoral Catequética do Regional Leste II da CNBB.

Nomeado bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte no dia 11 de fevereiro de 2006, foi ordenado bispo no dia 23 de março de 2006, na Capital Mineira.

Presidiu a Comissão Episcopal Pastoral para a Educação e Cultura da CNBB Nacional, foi membro do CONSEP e do Conselho Permanente da CNBB, além de integrar a Diretoria das edições da CNBB e presidir a Comissão para a Reforma Política pela CNBB e o Projeto Pensando o Brasil.