Você está em:

Dom Walmor conduz Leitura Orante da Palavra de Deus na Cúria Metropolitana

O arcebispo dom Walmor Oliveira de Azevedo se uniu aos colaboradores do 1º andar da Cúria Metropolitana para um especial momento: a Leitura Orante da Palavra de Deus.

Dom Walmor tem incentivado os fiéis a se dedicarem à Leitura Orante da Sagrada Escritura. Na Arquidiocese de Belo Horizonte, a TV Horizonte e a Rádio América transmitem, semanalmente, a Leitura Orante da Palavra de Deus, conduzido pelas Irmãs Paulinas. O Arcebispo pede para que todos dediquem pelo menos um momento às terças-feiras para rezar à luz da Palavra: “a Terça-feira da Leitura Orante da Palavra de Deus”.  O objetivo é consolidar na cultura o hábito da leitura orante da Bíblia – a lectio divina, a partir das comunidades de fé da Arquidiocese de Belo Horizonte e dos meios de comunicação católicos.

O itinerário para a leitura orante está indicado na Exortação Apostólica Pós-Sinodal Verbum Domini ,  do Papa Emérito Bento XVI, fruto do Sínodo dos Bispos sobre a Palavra de Deus na vida e na missão da Igreja. A Exortação Apostólica indica os seguintes passos fundamentais para a leitura orante da Bíblia: “1)Começa com a leitura (lectio) do texto, que suscita a interrogação sobre um autêntico conhecimento do seu conteúdo: o que diz o texto bíblico em si? Sem este momento, corre-se o risco que o texto se torne somente um pretexto para nunca ultrapassar os nossos pensamentos. 2) Segue-se depois a meditação (meditatio), durante a qual nos perguntamos: que nos diz o texto bíblico? Aqui cada um, pessoalmente, mas também como realidade comunitária, deve deixar-se sensibilizar e se questionar, porque não se trata de considerar palavras pronunciadas no passado, mas no presente. 3) Sucessivamente chega-se ao momento da oração (oratio), que supõe a pergunta: que dizemos ao Senhor, em resposta à sua Palavra? A oração enquanto pedido, intercessão, ação de graças e louvor é o primeiro modo como a Palavra nos transforma. 4) Finalmente, a lectio divina conclui-se com a contemplação (contemplatio), durante a qual assumimos como dom de Deus o seu próprio olhar, ao julgar a realidade, e interrogamo-nos: qual é a conversão da mente, do coração e da vida que o Senhor nos pede? O documento sublinha ainda que a leitura orante não está concluída enquanto não se converter em efetiva ação – isto significa que o fiel deve fortalecer o seu compromisso com o exercício da caridade.