Você está em:

Desinformação a serviço de quem?

Uma publicação que se diz defensora do meio ambiente, com títulos chamativos e não condizentes com a realidade, ataca a administração do Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade – Padroeira de Minas Gerais, unindo-se a segmentos de Caeté que defendem abertamente o empreendimento minerário na Serra da Piedade. Sem qualquer sensibilidade com a causa  ambiental, a revista dilui os esclarecimentos apresentados pelo Santuário ao longo de um texto extenso, sem muito destacá-los. Já aqueles que se dispõem a atacar o Santuário, inclusive com ilações – afirmando, por exemplo, que lá é cobrada “a maior taxa de visitação do mundo” – mereceram ampla exposição, induzindo a atenção do leitor para as acusações, sem igual tratamento dedicado à realidade do Santuário. Curiosamente, não se dedica uma linha para mencionar que a Igreja Católica, a partir do Santuário da Padroeira de Minas Gerais, tem elevado a sua voz na defesa da preservação de toda a Serra da Piedade. Não seria este o papel de uma publicação que se diz “Ecológica”? Outro equívoco: a apuração jornalística, se tivesse se atentado para a realidade de outros santuários, facilmente verificaria que contribuições similares são essenciais a variados lugares de visitação, referências no turismo religioso. Inclusive, nesses lugares, os valores são expressivamente maiores, se comparados ao valor de preservação do Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade.

Ao contrário do que diz o texto da revista (com a sua tendenciosa paginação) e o pequeno grupo que se autoproclama porta-voz da população de Caeté, os caeteenses próximos ao Santuário bem compreendem os desafios da missão de preservá-lo e de defendê-lo, sob os pilares de uma fé que é mística, enraizada em Cristo e na espiritualidade de Maria, Mãe da Piedade, Padroeira de Minas Gerais, mas também é profética, a serviço da preservação ambiental, do conjunto arquitetônico, paisagístico e histórico, patrimônio de todos, obra do Criador.

 

Assessoria de Comunicação | Arquidiocese de BH
25 de abril de 2022