Santuário Arquidiocesano
Você está em:

Celebração do Domingo de Ramos presidida por Dom Vicente

Com a Celebração de Ramos, inicia-se o percurso da Semana Santa. A alegria do povo cantando Hosanas ao Filho de Davi se contrasta com a proclamação da Paixão do Senhor. A morte de Jesus fora consequência de sua fidelidade ao projeto do Pai. Ele, decididamente, entra na Cidade Santa assumindo, assim, as consequências de sua missão. Não entra montado em um cavalo, como um imperador romano, mas num jumento, o animal dos pobres. Ele é o servo sofredor, esvaziou-se e se fez obediente até a morte de cruz.
“Quero acreditar que os que gritaram ‘crucifica-o’ não foram os mesmos que aclamaram hosanas, seria muito triste. Levantar os ramos deve nos levar a assumir, cada vez mais nossa identidade de seguidores de Jesus. Mesmo que nos custe a vida, entrar decididos em Jerusalém é assumir até o fim aquilo que abraçamos com a fé”, destacou Dom Vicente em sua homilia na Capela São Sebastião, da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Bom Jardim, Mário Campos.

VEJA TAMBÉM